Publicidade

Campeã da Libertadores 2022 de futsal pelo Taboão Magnus morre aos 20 anos

Pietra Medeiros, de 20 anos, ala do clube paulista, morreu na última sexta-feira após não resistir a um transplante de fígado; atleta sofria de hepatite autoimune

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Morreu na última sexta-feira, aos 20 anos, a jogadora de futsal Pietra Medeiros, que defendia o Taboão Magnus. A ala estava internada há mais de 10 dias por causa de um caso de hepatite autoimune. Ainda nesta semana, ela realizou um transplante de fígado, porém não resistiu. O velório foi realizado neste sábado no Ginásio Ayrton Senna, em Taboão da Serra.

Integrante da equipe sub-20 do Taboão, Pietra passou a ganhar oportunidades na equipe principal da equipe nesta temporada. Ainda em 2022, foi campeã da Libertadores feminina de futsal com a equipe paulista.

 Foto:

Em virtude da morte da atleta, os compromissos do Taboão Magnus foram adiados. Em post divulgado nas redes sociais, a equipe confirmou e lamentou a morte da atleta, que estava internada na região central da capital paulista. Ainda como homenagem, a equipe alterou sua foto de perfil no Instagram como sinal de luto.

Após a confirmação da notícia, colegas de profissão da atleta e nomes conhecidos da modalidade prestaram homenagens nas redes sociais. Em um stories divulgado em sua conta oficial no Instagram, Falcão, lenda do futsal brasileiro, postou uma foto ao lado de Pietra. "Que Deus te receba de braços abertos e conforte a sua família. Futsal em luto", escreveu Falcão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.