Publicidade

Gramado fica sem as linhas e partida da Série C do Brasileiro é adiada

Jogo entre CSA e Aparecidense não aconteceu por problemas com o gramado do estádio Rei Pelé

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A partida entre CSA e Aparecidense, válida pela nona rodada da Série C do Brasileiro, acabou não acontecendo por um motivo inusitado. Por conta da grande quantidade de chuva em Maceió, as linhas do gramado do estádio Rei Pelé foram apagadas pela água e o jogo não aconteceu. A CBF remarcou a partida para esta terça-feira, 20, às 20h no mesmo local.

PUBLICIDADE

“A gente estava pronto para jogar, nunca passei por isso na vida, mas são coisas que acontecem. mas estamos preparados para jogar amanhã, o empenho e a dedicação vão continuar os mesmos para o jogo de amanhã”, disse o goleiro Dalberson, do CSA.

Como as duas equipes estavam prontas para a partida e a situação do campo se deu por conta da chuva, o árbitro Paulo Belence Alves dos Prazeres Filho aguardou por 30 minutos e depois por mais 30 minutos, como está no regulamento de competições da Confederação Brasileira de futebol (CBF) e só após este período decidiu pelo adiamento da partida.

Partida entre CSA e Aparecidense não aconteceu por conta do gramado do estádio Foto: Reprodução vídeo

Responsável pelo gramado se posiciona

A Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) de Maceió explicou a situação que ocorreu no estádio Rei Pelé através de nota oficial. De acordo com o comunicado, o problema com o campo do estádio Rei Pelé se deu por conta das questões climáticas já que toda a rotina de demarcação foi mantida.

“As atividades no gramado são diárias, com corte na véspera e demarcação no início de cada dia de jogo. Devido às fortes chuvas que caíram sobre a capital alagoana, o trabalho foi prejudicado, uma vez que a tinta necessita do mínimo de tempo para secar, o que foi quase impossível, em razão do período chuvoso. Entretanto, em que pese as dificuldades climatológicas, a Secretaria irá averiguar maiores detalhes junto à empresa. A Selaj reitera o compromisso com o futebol e os clubes alagoanos, reforçando o trabalho feito para melhoria do sistemas de drenagem, irrigação e aplicação de um novo e moderno. Em tempo, todo e qualquer problema diagnosticado, será devidamente corrigido”, disse a Secretaria em nota.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.