PUBLICIDADE

Análise|Corinthians joga mal mesmo com um a mais e perde para o São Bernardo antes do Majestoso

Time de Mano Menezes mostra limitações apesar de vantagem numérica desde os 13 minutos do primeiro tempo e dá motivos de preocupação ao torcedor antes de clássico com o São Paulo

Foto do author Bruno Accorsi
Atualização:

Nem a vantagem de ter um jogador a mais desde os 13 minutos do primeiro tempo foi capaz de extrair um futebol melhor do Corinthians neste sábado. O time comandado por Mano Menezes não soube aproveitar a expulsão precoce de Rodrigo Souza e foi derrotado por 1 a 0 pelo São Bernardo, em jogo da terceira rodada do Paulistão, no Estádio Primeiro de Maio. Envoltos em turbulência, os corintianos continuam com três pontos no Grupo C, em segundo lugar, e podem cair para a última posição ao fim da rodada.

PUBLICIDADE

O cenário preocupante se constitui a poucos dias de um clássico com o São Paulo, marcado para as 19h30 da próxima terça-feira, na Neo Química Arena. Por isso, nos minutos finais do jogo deste final de semana, os torcedores alvinegros, que antes fizeram um protesto contra o alto preço dos ingressos para a partida, cantavam “Terça-feira é guerra!”.

Mano escalou um time com novidades, ainda sem o meia Rodrigo Garro, impossibilitado de ser registrado em razão do impasse entre a diretoria corintiana e o Talleres, da Argentina. Enquanto Garro não estreia, o treinador busca soluções para o seu improdutivo meio de campo. Desta vez, sacou Matheus Araújo, titular nos dois primeiros jogos, para colocar Fausto Vera no setor, ao lado de Raniele, Maycon e Rojas.

Corinthians teve atuação ruim mesmo com um jogador a mais e perdeu para o São Bernardo. Foto: Bob Paulino/Ag. Paulistão

Surpreendeu a ausência de Romero, que deu lugar a Wesley, mas a principal novidade foi a estreia do lateral-esquerdo Diego Palácios, substituindo Hugo. O equatoriano mostrou qualidade no apoio ao ataque e entrosamento com Wesley para incomodar a defesa adversária durante os primeiros minutos. Mais para frente, contudo, participou de uma falha generalizada que deixou o Corinthians em desvantagem no placar.

O erro foi caro porque o time da capital estava com um jogador a mais, já que a equipe da casa teve Rodrigo Souza expulso logo aos 13 minutos, por causa de carrinho em Rojas. A decisão foi tomada após consulta ao monitor do VAR. Os corintianos conseguiram se aproveitar da superioridade numérica até certo ponto. Estavam melhor no jogo quando Rojas perdeu a bola no meio e permitiu o avanço do São Bernardo com Tocantins, que chamou três marcadores e soltou para Lucas Lima enfiar nas costas de Palácios. Vitor Ricardo recebeu e encontrou Silvinho, livre pela direita, para colocar na rede.

O gol fez tudo desandar e expôs um Corinthians muito frágil, perdido no meio-campo. Com um a menos, o São Bernardo ficou perto de fazer o segundo após troca de passes encerrada com corta-luz de Silvinho e finalização de Lucas Lima na trave. Um tipo de jogada inimaginável de ser executada pelo time de Mano Menezes, dedicado a cruzamentos infrutíferos e correrias desordenadas. A falta de perspectiva era tanta que o treinador nem esperou o fim do primeiro tempo para tirar o zagueiro Caetano e colocar Romero.

A equipe alvinegra voltou para o segundo tempo sem Palácios, que se machucou no final da etapa inicial, e Rojas, por opção técnica. Hugo e Matheus Araújo, titulares nos jogos anteriores, entraram. Mano tinha Breno Bidon, Arthur Sousa, Kayke, Léo Mana e João Pedro, campeões da Copinha, como novas opções, mas preferiu não utilizar os garotos em um primeiro momento. Nos primeiros minutos após o intervalo, o treinador viu Romero perder um gol cara a cara e Matheus Araújo isolar a bola no rebote após cabeceio perigoso de Raniele, além de respirar aliviado com uma defesa de Cássio quase dentro do gol.

Publicidade

O Corinthians continuava apostando em jogadas pelo lado que não terminavam bem. Enquanto sinalizadores acesos por torcedores corintianos queimavam na arquibancada, o que forçou a paralisação da partida por alguns minutos, Mano decidiu apostar em Arthur Sousa, autor de um hat-trick na semifinal da Copinha. O jovem centroavante de 20 anos substituiu Yuri Alberto e teve poucas oportunidades de ser o herói que foi no torneio de juniores. Nem ele nem qualquer outro jogador corintiano conseguiu evitar a derrota alarmante.

SÃO BERNARDO X CORINTHIANS

  • GOLS - Silvinho, aos 25 minutos do primeiro tempo.
  • SÃO BERNARDO - Alex Alves; Vitor Ricardo (Matheus Régis), Hélder, Pedro Carrerete e Arthur Henrique; Rodrigo Souza, Lucas Lima e Romisson (Davi Gabriel); Lucas Tocantins (Wesley Dias), Silvinho(Hugo Sanches) e Kayke (João Carlos). Técnico: Márcio Zanardi
  • CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Félix Torres, Caetano (Romero) e Diego Palácios (Hugo); Fausto Vera (Gustavo Mosquito), Raniele, Maycon e Matías Rojas (Matheus Araújo); Wesley e Yuri Alberto (Arthur Sousa). Técnico: Mano Menezes.
  • ÁRBITRO - João Vitor Gobi.
  • CARTÕES AMARELOS - Alex Alves, Lucas Lima, Silvinho, Fagner, Caetano e Matías Rojas.
  • CARTÃO VERMELHO - Rodrigo Souza.
  • RENDA - R$ 578.480,00.
  • PÚBLICO - 6.783 pessoas.
  • LOCAL - Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo.
Análise por Bruno Accorsi
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.