PUBLICIDADE

Publicidade

Cristiano Ronaldo e Messi marcam e PSG derrota combinado Al Nassr/Al Hilal por 5 a 4 em amistoso

Português e argentino deixam sua marca no que pode ser o último confronto entre os dois astros

PUBLICIDADE

Por Estadão Conteúdo
Atualização:

Os craques Messi e Cristiano Ronaldo protagonizaram o que pode ter sido o último confronto entre os dois astros que dominaram futebol mundial na última década e fizeram bonito. O Paris Saint-Germain bateu o combinado do Al Nassr/Al Hilal por 5 a 4 em amistoso nesta quinta-feira, no Estádio Internacional Rei Fahd, em Riad, na Arábia Saudita. Messi fez um gol enquanto Ronaldo anotou dois no jogo.

Com a partida, os dois se enfrentaram em 37 oportunidades. O argentino acumula mais vitórias (17 a 11, além de 9 empates), mas em jogos eliminatórios e finais é o camisa 7 que tem vantagem, com cinco triunfos ante quatro do campeão mundial. Em número de gols, o cenário é equilibrado. Messi e Ronaldo foram às redes 23 vezes.

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo duelaram no amistoso entre PSG e o combinado Al Nassr/Al Hilal. Foto: FRANCK FIFE / AFP

PUBLICIDADE

Além do astro português, o combinado das equipes árabes tinha nomes conhecidos do futebol brasileiro, caso do volante Luiz Gustavo, titular da seleção brasileira na Copa de 2014, que começou no time titular. Ele é companheiro de Cristiano Ronaldo no Al-Nassr, assim como Anderson Talisca, inicialmente no banco. O volante Cuéllar, que defendeu o Flamengo entre 2016 e 2019 e faz parte do elenco do Al-Hilal, também começou entre os reservas. A equipe de estrelas do futebol saudita foi comandada pelo técnico argetnino Marcelo Gallardo.

Cristophe Galtier escalou o PSG com o estrelado trio de ataque formado por Neymar, Messi e Mbappé, responsáveis pela jogada que tirou o zero do placar logo aos dois minutos de jogo. O brasileiro tabelou com o francês e fez um belo lançamento em direção à área, onde Messi encontrou a bola e tocou na saída do goleiro para balançar a rede. O trio parisiense continuou envolvendo a defesa adversária com entrosamento e passes rápidos, mas não demonstrou poder de conclusão.

Embora acuado em alguns momentos, o time da casa conseguiu desenvolver lances ofensivos pontuais. Em uma das articulações, o goleiro Navas levantou o braço ao dividir com Cristiano Ronaldo e acertou o rosto dele. O árbitro marcou pênalti e o português converteu, o que resultou em enorme euforia nas arquibancadas. Perto do final do primeiro tempo, o PSG ficou com um a menos, pois Bernat foi expulso.

O time francês voltou a ficar em vantagem no placar antes do intervalo, com um gol marcado por Marquinhos, e teve a chance de ampliar quando um pênalti foi marcado ao seu favor, mas Neymar bateu mal e permitiu a defesa do goleiro Al Owais. Alguns minutos depois, aos cinco, Ronaldo marcou pela segunda vez, aproveitando rebote após cabecear a bola na trave.

Depois do movimentadíssimo final do primeiro tempo, o segundo continuou com muita disposição de ambos os lados. Aos sete minutos, Mbappé balançou na frente de Abdulhamid pelo lado esquerdo da área, se livrou da marcação e tocou para Sergio Ramos marcar. O combinado saudita voltou a igualar o placar apenas três minutos depois, em um desvio de cabeça de Hyun Soo.

Publicidade

Em seguida, o PSG finalmente conseguiu construiu uma vantagem maior e teve tranquilidade sem permitir a reação adversária. Mbappé bateu chapado para marcar o quarto gol parisiense, aos 14 minutos, e Ekitiké fez o quinto na conclusão de um contra-ataque rápido.

Na segunda metade do segundo tempo, as principais estrelas já não estavam mais em campo. Cristiano Ronaldo deu lugar a Matheus Pereira perto dos 15 minutos no time saudita. Pouco tempo depois, Galtier trocou quase o time inteiro do PSG, inclusive Messi, Neymar e Mbappé. No último minuto, Anderson Talisca, que veio do banco, acertou um bonito chute para marcar o quarto gol saudita.

Confira os gols de PSG 5 x 4 Al Nassr/Al Hilal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.