Publicidade

Eto’o pede desculpas por agressão a youtuber argelino na Copa do Mundo do Catar

Ex-atacante e atual presidente da Federação Camaronesa de futebol se envolveu em briga após o jogo entre Brasil e Coreia do Sul

PUBLICIDADE

Por Estadão Conteúdo

O presidente da Federação Camaronesa de Futebol, Samuel Eto’o, fez um pedido de desculpas por meio de uma carta pela agressão feita ao youtuber argelino Sadouni SM após a vitória do Brasil sobre a Coreia do Sul, na saída do 974 Stadium, pelas oitavas de final da Copa do Mundo do Catar. A manifestação do ex-jogador foi feita horas depois de a vítima ter anunciado que daria queixa à polícia.

“Eu me arrependo profundamente de ter perdido a calma e ter reagido de uma forma que não corresponde à minha personalidade. Desculpo-me com o público”, escreveu o ex-atleta do Barcelona.

Samuel Eto'o no momento em que briga com Youtuber após o jogo do Brasil contra a Coreia do Sul. Foto: Reprodução/La Opinión

PUBLICIDADE

Apesar do incidente, Eto’o, que também é embaixador da Fifa, avisou que não vai mudar a sua forma de pensamento em relação a tolerar provocações relacionadas à prática de corrupção.

“Vou continuar a resistir às provocações incessantes e o assédio de certos torcedores argelinos. Sou alvo de insultos e acusações de corrupção sem base. Durante essa Copa do Mundo, os torcedores camaroneses foram perseguidos por argelinos pelo mesmo motivo”, acrescentou o ex-atleta.

A pergunta que provocou a indignação do agora dirigente camaronês foi relacionada às eliminatórias africanas para a Copa do Mundo. Camarões obteve a vaga no último lance da prorrogação, após devolver a derrota que havia sofrido no confronto de ida. O youtuber perguntou se “ele havia comprado Bakary Gassama, juiz da polêmica partida.”

Eto’ o, que estava tirando fotos com torcedores quando foi abordado, se irritou e desferiu um chute no argelino. Após a repercussão do caso, o youtuber divulgou, por meio das redes sociais, imagens de ferimentos na região do braço e a câmera quebrada, mesmo após outras pessoas tentarem contê-lo para evitar a situação. Ele disse ter prestado queixa de agressão e também danos materiais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.