PUBLICIDADE

Publicidade

Jogo entre River Plate e Defensa y Justicia é suspenso devido morte de torcedor

Clube argentino diz que homem teria se jogado de um dos setores mais altos da arquibancada

PUBLICIDADE

Por Estadão Conteúdo

Uma tragédia marcou o confronto entre River Plate e Defensa y Justicia neste sábado, pela 19ª rodada do Campeonato Argentino. Um torcedor morreu após cair de um dos setores mais altos da arquibancada do estádio Monumental, com apenas 14 minutos de jogo. A partida, que estava 0 a 0, foi suspensa imediatamente aos 25 minutos. Em nota oficial, o clube disse que o homem se jogou.

PUBLICIDADE

Segundo o River Plate, autoridades chegaram à conclusão de que não teria ocorrido sinais de violência que fizesse com que o torcedor caísse. Além disso, o clube informou que o setor estava com 90% de sua capacidade ocupada. O estádio foi completamente esvaziado após 30 minutos e as investigações ainda estão sendo feitas para determinar o que de fato ocorreu.

O local em que aconteceu a tragédia é um vão entre as partes média e baixa do setor Sívori da arena. O estádio Monumental será o palco do duelo entre River Plate e Fluminense, na próxima quarta-feira, pela 5ª rodada Copa Libertadores. O time brasileiro lidera o Grupo D, com 9 pontos, enquanto os argentinos possuem 4, na lanterna.

Partida do River Plate no estádio Monumental é marcada por morte de torcedor Foto: Alejandro Pagni/AFP

Vale destacar que o estádio passou por recentes reformas de ampliação, tendo se transformado no maior palco da América do Sul, com capacidade para cerca de 83 mil torcedores.

Confira a nota oficial do River Plate:

A Comissão de Segurança do Futebol e o Club Atlético River Plate lamentam informar que, no jogo desta tarde contra o Defensa y Justicia, um torcedor se jogou no vazio da arquibancada do Sívori Alta e morreu na hora. O serviço médico chegou imediatamente à área do incidente, assim como a polícia e vários órgãos de segurança.

A arquibancada do Sivori Alta, onde o falecido fazia sua torcida, estava com 90% de sua capacidade. No momento da queda não houve intervenção de terceiros. Também foi verificado que não houve situação de violência nas arquibancadas ou em seu entorno. Após 30 minutos, o estádio foi completamente evacuado.

Publicidade

Os órgãos de segurança e a Unidade Fiscal Especializada em Grandes Eventos, chefiada pela Dra. Celsa Ramírez, estão atuando e realizando as investigações pertinentes. Por instrução do Ministério Público, a galeria foi fechada por 24 horas para obtenção de provas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.