PUBLICIDADE

Publicidade

Neymar no Al-Hilal: entenda o que falta para o brasileiro ser anunciado pelo clube saudita

Craque de 31 anos está perto de deixar o Paris Saint-Germain e o futebol europeu após dez anos

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Neymar está muito próximo de ser anunciado pelo Al-Hilal, da Arábia Saudita. Alguns detalhes, porém, ainda separam o craque brasileiro de ser oficializado pelo novo clube. Aos 31 anos, o atacante deixará o Paris Saint-Germain e o futebol europeu sem conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo e tendo vivido à sombra de outros gigantes da modalidade, como Messi e Kylian Mbappé.

PUBLICIDADE

Ao longo deste domingo, as negociações entre o estafe de Neymar e o Al-Hilal evoluíram positivamente. As conversas sacramentaram o acordo, entre valores e tempo de contrato. O atacante estava reticente em migrar para a Arábia Saudita, mas os valores e a ida de outros nomes de peso do futebol para o país reduziram a preocupação do estafe do atleta. Ele deve ser anunciado nesta quarta-feira.

Neymar tentou encontrar uma vaga em algum clube europeu de elite. O Chelsea se mostrou interessado, mas o Barcelona, primeira casa do atacante no Velho Continente, foi quem se credenciou a ficar com o jogador. Nenhuma delas deu certo.

Neymar participou de toda a pré-temporada do PSG, mas não foi relacionado para a estreia do Campeonato Francês. Foto: Richard A. Brooks / AFP

Neymar estaria disposto até a reduzir seu salário para voltar a vestir a camisa do clube catalão. Porém, o fator extracampo, permeado de festas, lesões, polêmicas e a falta de compromisso profissional, prejudica a imagem de Neymar junto ao técnico Xavi, com quem compartilhou algumas temporadas no Camp Nou. Por isso, o acerto ficou distante. O treinador não o quis. O Chelsea recuou seu interesse sem fazer oferta.

Apenas exames médicos e a assinatura de contrato distanciam Neymar e Al-Hilal

De acordo com informações do L’Équipe e do jornalista Fabrizio Romano, especialista no mercado de transferências, Neymar está a um passo de concretizar sua transferência para o Al-Hilal. Nesta segunda-feira, os advogados do atleta e do clube saudita vão se reunir para revisar o contrato e acertar a assinatura do vínculo de dois anos. Não é um acordo simples. Há compromissos dos dois lados dentro e fora de campo, com remuneração por conquistas e projetos. Exames médicos já estariam agendados. A depender das condições físicas, o atacante pode ficar disponível para o técnico Jorge Jesus, ex-Flamengo, contar com ele no próximo fim de semana, a depender da documentação de um pais para o outro.

Diante da evolução da negociação, de fato o que falta para Neymar partir para a Arábia Saudita é a assinatura de contrato e o exame médico, que deve ser realizado ainda na capital francesa. O início dessa semana será determinante e é esperando um anúncio nas próximas horas.

O Paris Saint-Germain aceitou a oferta de aproximadamente 90 milhões de euros (R$ 484 milhões). O clube parisiense pagou 222 milhões de euros ao Barcelona em 2017 para contratar Neymar. O brasileiro ganhará um salário astronômico, algo entre 160 milhões e 200 milhões de euros (R$ 860 milhões a R$ 1,07 bilhão) ao todo nos dois anos de vínculo. É mais do que ele recebe em Paris.

Publicidade

Do quarteto de clubes escolhidos pelo governo saudita para grandes investimentos, o Al-Hilal e o Al-Ahli ainda esperam a oficialização da chegada de um craque. O Al-Nassr tem Cristiano Ronaldo e o Al-Ittihad, Karim Benzema. Os investimentos nesses quatro clubes são estimados em R$ 4 bilhões.

Como foi a passagem de Neymar no PSG?

Durante sua trajetória no PSG, Neymar sofreu com lesões que o fizeram perder jogos decisivos da Champions League. Assim como Xavi, quem também desaprova a conduta do brasileiro é Mbappé. Um dos fatores que estão fazendo o francês reconsiderar uma renovação de contrato com o clube é a saída do atacante.

Neymar chegou ao PSG em agosto de 2017. Em seis temporadas, ganhou cinco títulos franceses e três Copas da França. O grande sonho, que era erguer uma Champions, passou perto, na temporada 2019-2020, quando o clube perdeu a final do torneio para o Bayern de Munique. Neymar nunca foi escolhido o melhor do mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.