PUBLICIDADE

Publicidade

Nova crise no Flamengo envolve Vanderlei Luxemburgo e Ronaldinho Gaúcho

Treinador ameaça deixar o clube se direção continuar dando privilégios ao craque

PUBLICIDADE

Por AE
Atualização:

RIO - A cada dia que passa, os problemas no Flamengo vão surgindo em uma velocidade maior do que os cartolas conseguem resolvê-los. Após amargar o fracasso na negociação pela manutenção do meia Thiago Neves e o abandono de delegação do zagueiro Alex Silva, a presidente do clube, Patrícia Amorim, precisa lidar agora com os desentendimentos entre o técnico Vanderlei Luxemburgo e o astro Ronaldinho Gaúcho.Na pré-temporada em Londrina (PR), Ronaldinho teria passado uma noite da concentração no quarto de uma mulher, o que irritou Luxemburgo, levando-o a queixar-se com Patrícia Amorim. Dada a falta de um posicionamento mais forte da presidente com relação a seu astro principal, o treinador ameaça ser mais um a abandonar o barco flamenguista, que pode naufragar antes de sair do porto na temporada de 2012."Não existe isso de que o Vanderlei vai sair do Flamengo", descartou Luxemburgo, mas deixando uma brecha para uma possível saída num futuro próximo. "Depois dos dois jogos (da fase preliminar da Libertadores contra o Real Potosí, em dia 25 de janeiro e 1º de fevereiro) temos de sentar para conversar. Temos de realinhar o Flamengo, foram muitas coisas que aconteceram", completou.O fato é que Luxemburgo pouco se dirige a Ronaldinho Gaúcho, que ainda tem a receber R$ 3,75 milhões da Traffic, parceira do clube em sua contratação. Se uma solução para o atraso salarial não for atingida, o astro pode até não entrar em campo para enfrentar o Real Potosí na próxima quarta-feira - o elenco flamenguista, com o técnico e o astro, já treina na Bolívia para se adaptar à altitude.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.