PUBLICIDADE

Publicidade

Palmeiras bate Coritiba pelo Brasileirão e estanca crise com 1ª vitória em mais de um mês

Gustavo Gómez e Piquerez marcam no primeiro tempo e fazem equipe palmeirense respirar no torneio nacional

Foto do author Marcos Antomil
Por Marcos Antomil
Atualização:

37 dias. Esse foi o tempo que o Palmeiras demorou para se reencontrar com a vitória. Neste domingo, no Couto Pereira, a fragilidade do Coritiba ajudou a equipe palmeirense a estancar a crise e sair de campo com o placar favorável de 2 a 0. Gustavo Gómez e Piquerez marcaram os gols do triunfo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

PUBLICIDADE

Na luta por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, o Palmeiras precisava vencer, jogando bem ou mal. A segunda opção prevaleceu, mas a comissão técnica foi capaz de preservar a meta e fortalecer a defesa. A missão agora é que a retomada de confiança seja constante para conseguir encarar o rival São Paulo, na próxima quarta-feira, às 20h, no Allianz Parque.

“Foi um jogo muito importante. Jogador de futebol tem de estar preparado para lidar com essa pressão, tem de querer essa pressão. É uma vitória muito importante, três pontos e vamos nos preparar para o clássico para tentar dar uma alegria para nossos torcedores”, afirmou o lateral-esquerdo uruguaio, autor do gol derradeiro na capital paranaense.

Piquerez comemora segundo gol do Palmeiras no Couto Pereira. Foto: Cesar Greco/ SE Palmeiras

O resultado deixa o Palmeiras na quarta posição, com 47 pontos e uma vantagem de quatro pontos sobre o Atlético-MG, primeiro time fora do G-6. Já o Coritiba fica na vice-lanterna, com 20 pontos, a 11 pontos do Goiás, 16º colocado.

Precisando mostrar poder de reação na temporada, o Palmeiras veio a campo com alterações na equipe titular. Em um esquema com três zagueiros, a comissão técnica portuguesa optou por tirar um atacante e dar maior liberdade para os laterais. O trio de ataque do jogo passado, formado por Endrick, Rony e Kevin foi substituído pela dupla Breno Lopes e Flaco López.

Palmeiras leva a melhor, mas ainda demonstra falta de confiança

Apesar da alteração, a equipe palmeirense continuou mostrando dificuldade para construir jogadas e desatenção defensiva nos primeiros movimentos. Aos 9 minutos, um grande susto. O Coritiba abriu o placar após um longo bate-rebate, mas o VAR identificou impedimento e invalidou a comemoração do time do Alto da Glória.

A pressão inicial do Coritiba deu lugar a um domínio do Palmeiras. Com mais paciência do que nos últimos jogos, o time paulista rodava bastante a bola, explorando as pontas a fim de encontrar espaços na zaga mandante. Mas foi na bola parada que o placar foi inaugurado. O zagueiro Gustavo Gómez voltou a aparecer pelo alto, cabeceou após escanteio de Veiga e fez o primeiro, aos 33 minutos.

Publicidade

Gustavo Gómez abriu o marcador para o Palmeiras no Alto da Glória. Foto: Cesar Greco/ SE Palmeiras

Mesmo com o gol, o Palmeiras aparentou estar sem confiança. A bola queimava no pé nos atletas, cujo medo de errar se sobrepunha à ânsia de marcar mais gols. Quando o jogo se encaminhava para o fim no primeiro tempo, Piquerez mostrou que está com a pontaria em dia. Em rebote, após cobrança de escanteio, o uruguaio emendou um chute de primeira para o fundo da rede, aos 48.

No retorno do intervalo, o Coritiba repetiu o roteiro do primeiro tempo, pressionando, sendo mais incisivo, mas sem de fato furar a defesa palmeirense. Os visitantes, por sua vez, não conseguiram aproveitar os contragolpes e desperdiçaram chances ainda na criação dos lances, com erros de passes simples.

A partida ficou morna, sem nenhuma importante ação dos goleiros, instigando os treinadores a fazerem alterações. Os dois lados optaram por mexer em seus ataques a fim de resolver um problema em comum: a falta de finalizações. A dificuldade, porém, não foi sanada e o placar continuou inalterado até o apito final.

CORITIBA 0 x 2 PALMEIRAS

  • CORITIBA: Gabriel; Natanael, Thalisson, Henrique e Victor Luís; Samaris (Bruno Gomes), Matheus Bianqui (Andrey) e Sebastián Gómez (Fransérgio); Marcelino Moreno, Slimani (Jesé Rodríguez) e Robson (Garcez). Técnico: Thiago Kosloski.
  • PALMEIRAS: Weverton; Gustavo Gómez, Luan e Murilo; Mayke (Marcos Rocha), Zé Rafael (Fabinho), Richard Ríos e Piquerez; Raphael Veiga (Artur), Breno Lopes (Kevin) e Flaco López (Rony). Técnico: João Martins (auxiliar).
  • GOLS: Gustavo Gómez, aos 33, Piquerez, aos 48 minutos do primeiro tempo.
  • ÁRBITRO: Rafael Rodrigo Klein (RS).
  • CARTÕES AMARELOS: Richard Ríos e Natanael.
  • PÚBLICO E RENDA: Não divulgados.
  • LOCAL: Couto Pereira, em Curitiba.
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.