PUBLICIDADE

Publicidade

Paulinho celebra vitória 'do jeito que corintiano gosta'

Volante decidiu a partida, que seguia para os pênaltis, com gol de cabeça aos 42 do segundo tempo

Por AE
Atualização:

SÃO PAULO - A suada classificação do Corinthians para as semifinais da Libertadores, na última quarta-feira, 23, teve alguns heróis, mas talvez o maior deles tenha sido Paulinho. Principal jogador da equipe na temporada, o volante marcou, de cabeça, aos 42 minutos do segundo tempo, o gol que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco e a vaga.Depois da partida, Paulinho comemorou a sofrida classificação. "Foi sofrido, do jeito que o corintiano gosta, do jeito que eles amam. Mas é difícil. O importante foi conseguir a classificação, mais uma vitória e mais um passo na Libertadores. Foi um gol importante para dar mais um passo na competição", declarou.Outro grande herói da noite, Cássio não conseguia esconder a felicidade pela defesa que impediu que o Vasco marcasse o primeiro gol da partida. No segundo tempo, Diego Souza aproveitou erro de Alessandro para avançar sozinho até a entrada da área e bater, mas o goleiro corintiano desviou para escanteio."Eu fiquei bem tranquilo no lance. Esperei ele definir o canto para conseguir defender. Foi um lance que ajudou muito a equipe", afirmou. "Achava que nós iríamos ganhar, mas estava bem confiante para os pênaltis. O treinador, o grupo e toda a equipe me passam muita tranquilidade", completou.O próprio Alessandro chegou a temer pelo lance, que poderia gerar uma pressão extra sobre ele, como revelou o técnico Tite. "Vou repetir o que o Alessandro falou. Ele disse: ''Vou parabenizar todo mundo, agradecer o Cássio, o Paulinho, porque iria cair o mundo na minha cabeça''", comentou.O comportamento da equipe, que se recuperou do erro cometido pelo lateral e buscou a vitória em seguida, também foi exaltado pelo treinador. "Se a gente estiver sempre com pedra na mão para quem errar, ficar culpando, a gente não vai se fortalecer. Mas, se estiverem todos preparados para ajudar, em cima de um erro, vamos crescer como equipe", disse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.