PUBLICIDADE

Publicidade

Quem é Everton Felipe, ex-São Paulo que se aposentou aos 26 anos e desabafou emocionado

Ex-jogador publicou vídeo em que anuncia a aposentadoria precoce; atleta sofre com lesão no joelho

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Nesta quarta-feira, um relato emocionado de um ex-jogador do São Paulo comoveu a comunidade do futebol. Everton Felipe, revelado há uma década pelo Sport, anunciou, por meio de um vídeo nas redes sociais, sua aposentadoria aos 26 anos. O jogador culpa as dores que sente no joelho, consequência de uma lesão ainda em tratamento, pela parada precoce no esporte.

PUBLICIDADE

“Infelizmente, venho dizer a vocês que o ‘juvenil’ está se aposentando do futebol, porque eu não estou conseguindo me recuperar para voltar a fazer o que amo”, revelou. “As dores não passam”. Everton sofreu uma série de cirurgias: há um ano, passou por procedimento no ligamento cruzado do joelho esquerdo, o que já havia feito em 2017. Fez também uma cirurgia no joelho direito, graças a uma lesão no menisco. O atleta afirma ainda sofrer com ansiedade e depressão.

Além do anúncio de afastamento definitivo dos gramados, o atleta acusou o Sport de não cumprir suas obrigações, firmadas em contrato e verbalmente, e de não ter oferecido apoio ao tratamento de suas dores. Em 2023, já no Retrô-PE, Everton entrou na Justiça contra o Leão da Ilha, pedindo uma indenização de R$ 18 milhões. “Aos diretores e ao presidente, vocês acabaram com a vida de um menino de 24 anos. Vocês me largaram machucado”, apontou.

Everton Felipe anunciou aposentadoria, consequência de lesões, em suas redes sociais Foto: Everton Felipe via Instagram

Quem é Everton Felipe?

Revelado pelo Sport, clube do qual é torcedor declarado, Everton Felipe iniciou sua carreira aos 16 anos. Criando grande expectativa na torcida, passou a atuar pelo elenco profissional já em 2014, ano em que auxiliou o time a vencer a Copa do Nordeste. No entanto, por divergências com o técnico do momento, Eduardo Baptista, passou por sua primeira transferência.

Everton foi emprestado às categorias de base do Internacional, onde atuou bem e recebeu a faixa de capitão. Pouco tempo depois, em 2016, retornou ao clube de origem, no qual ficaria mais dois anos. Nesta passagem, fez parte do elenco que conquistou o Campeonato Pernambucano de 2017 — e foi responsável por marcar o gol que garantiu a vitória do Sport sobre o Salgueiro no jogo de volta da final.

Em agosto de 2018, algum tempo após a primeira lesão, o ex-meia foi emprestado ao São Paulo, com a expectativa de ser comprado até o fim de 2019. O Sport recebeu R$ 6 milhões pelo jogador. Pouco mais de um ano depois, porém, Everton foi emprestado pela primeira das três vezes nos tempos de clube paulista. O pernambucano teve passagens curtas pelo Athletico Paranaense, Cruzeiro e Atlético Goianiense, todas com desempenho abaixo do comum.

Everton Felipe, à época da breve passagem pelo clube mineiro Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Sem conquistas por qualquer uma das camisas defendidas nos anos anteriores, retornou ao Sport mais uma vez, em 2021. Após o baque do rebaixamento da equipe para a série B do Campeonato Brasileiro e afastado pelas dores no joelho pós-cirurgia, Everton recebeu uma proposta para jogar pelo Portimonense, de Portugal. Mesmo assim, permaneceu em Recife.

Publicidade

Sem mais conseguir jogar, consequência do procedimento passado no ano anterior, o atleta foi contratado pelo Retrô, de Pernambuco, em 2023. Atuou somente uma vez e novamente foi impedido de entrar em campo pelas lesões. Já na equipe da série D, passou por nova cirurgia e entrou na Justiça contra o Sport pedindo reconhecimento de acidente de trabalho e indenizações. Um ano depois, em 2024, anunciou aposentadoria.

Ao todo, Everton Felipe conquistou três títulos em sua breve carreira: a Copa do Nordeste de 2014 e os Campeonatos Pernambucanos de 2014 e de 2017. O agora ex-meia ainda tem esperança em sua plena recuperação e em um possível retorno aos gramados.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.