PUBLICIDADE

Romário toma posse no América-RJ e compara Zagallo a Pelé: ‘Mesma importância’

Ex-jogador ressaltou legado do ‘Velho Lobo’; lenda do futebol brasileiro morreu na noite desta sexta-feira, 5

Foto do author Róbson Martins
Por Róbson Martins
Atualização:

Ex-jogador e atual senador, Romário (PL-RJ) assumiu a presidência do America Football Club, tradicional clube carioca, com mandato de 2024 a 2026. Ele foi eleito em novembro do ano passado e oficializou sua posse neste sábado, 6, no Rio de Janeiro. Na chegada ao evento, o ex-jogador e senador comentou sobre a perda de Zagallo, lenda do futebol brasileiro que morreu na noite desta sexta-feira, aos 92 anos.

PUBLICIDADE

“Zagallo tem a mesma importância de um Pelé. Sempre foi muito vitorioso, deixou um legado importante para todos nós. Dia triste para o futebol”, comentou Romário.

“Todos sabem da minha relação com ele, na verdade a gente não tinha relação, mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, tenho que admitir”, completou Romário. Vale lembrar que o “Velho Lobo”, então técnico da seleção brasileira em 1998, se tornou desafeto do atacante após cortá-lo da Copa da França devido a uma lesão na panturrilha. Apesar da esperança de recuperação, ele ficou fora do torneio.

Romário tomou posse como presidente do América-RJ neste sábado. Foto: Divulgação/América-RJ/Arthur Lyrio

Apesar do relacionamento conturbado no passado, o Baixinho também aproveitou para destacar o tamanho de Zagallo para o esporte . “Vivi o futebol por anos e ele é um dos grandes ícones do nosso esporte, sempre representou muito bem nosso futebol e é um dos mais conhecidos do planeta. Tristeza muito grande, e vai ficar para sempre na nossa memória, como Pelé”, completou o ex-jogador.

Zagallo iniciou sua carreira nas categorias de base do América, em 1948, e também foi homenageado pelo clube.

Cerimônia de posse no América

A cerimônia de posse de Romário teve lugar no Salão de Honra do Club Municipal, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, e contou com a presença do presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Rubens Lopes, e Guilherme Schleder, Secretário de Esportes do Estado.

Em discurso durante a solenidade, Romário estabeleceu algumas metas para seu mandato até 2026: promover o América, atualmente na Série A2 do Campeonato Carioca, de volta à primeira divisão do Estadual e classificá-lo para a disputa de uma competição nacional já em 2025; realizar uma auditoria no clube; e resolver a questão do terreno da antiga sede na Tijuca, que é ocupado por um shopping.

Publicidade

Em novembro, o ex-jogador foi eleito presidente do América pela chapa da oposição, sendo o único candidato na eleição. Sua ligação com o clube remonta ao seu pai, Edevair, que era torcedor da equipe. O senador teve uma breve passagem como jogador em 2008, antes de assumir um cargo diretivo, conquistando o título da segunda divisão do Carioca naquele ano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.