Publicidade

Santos paga multa e contrata Fábio Carille para comandar reformulação: ‘Demos início à reconstrução’

Presidente Marcelo Teixeira fez o anúncio da escolha do novo treinador, que terá missão de ‘rever e redefinir o elenco’ para a Série B do Brasileiro

PUBLICIDADE

Foto do author Felipe Rosa Mendes
Por Felipe Rosa Mendes
Atualização:

Novo presidente do Santos, Marcelo Teixeira confirmou nesta terça-feira, dia 19, que Fábio Carille vai comandar a equipe na Série B do Campeonato Brasileiro em 2024. O time caiu pela primeira vez. O acerto já era esperado desde a semana passada, mas o pagamento da multa do contrato do treinador com seu clube no Japão vinha atrapalhando o acordo entre as partes.

PUBLICIDADE

“Demos início à reconstrução do Santos: Fábio Carille será nosso comandante no caminho de volta às conquistas e dias de alegria, a partir do começo de 2024. Em sua segunda passagem pelo Santos e com um ótimo histórico, Carille chega com a função de rever e redefinir o elenco dentro das novas normas e diretrizes que estamos implantando. O Santos grande de novo”, disse Teixeira.

O presidente, que tomará posse ainda nesta terça, fez o anúncio no seu perfil pessoal no Instagram. Carille respondeu num breve comentário: “Vamos pra cima!” O clube oficializou o acerto minutos depois. “O Santos FC acertou o retorno do treinador Fábio Carille! O comandante chega com contrato de um ano e opção de permanência por mais uma temporada”, anunciou o clube.

Para poder contar com o treinador, o Santos precisou desembolsar o valor da multa relativa à rescisão contratual de Carille com o V-Varen Nagasaki, do Japão. O valor, que era de U$$ 1,5 milhão, cerca de R$ 7,4 milhões, vinha sendo o grande obstáculo para o retorno do técnico à Vila Belmiro e ao Brasil. O Santos enfrenta crise financeira e a situação deve se deteriorar com a queda para a Série B do Brasileiro, com menos dinheiro da transmissão dos jogos.

O Santos e o técnico já haviam entrado em acordo nos principais pontos da negociação. Mas esperavam resolver a multa que o time japonês não abria mão. Com o acerto, Carille já poderá iniciar o planejamento do time para a próxima temporada nestes últimos dias do ano. Ele vai substituir o técnico Marcelo Fernandes, que era auxiliar, se tornou interino e foi efetivado na reta final do Brasileirão, que acabou decretando a queda do clube.

Carille vinha sendo o favorito de Marcelo Teixeira desde que Thiago Carpini, primeira opção do presidente eleito, decidiu continuar no Juventude, que subiu para a Série A.

O treinador já havia sido cotado para voltar ao Santos em outros momentos. Mas as negociações não chegaram a avançar ao longo deste ano. O técnico comandou o time da Vila entre o segundo semestre de 2021, quando evitou o rebaixamento, e o início de 2022.

Publicidade

O Santos não tem dinheiro em caixa e chegou a ser punido pela Fifa por atraso no pagamento de jogadores contratados. As dívidas foram amenizadas na gestão de Andrés Rueda, mas a situação deve se complicar novamente em 2024 em razão da queda para a Série B, competição que paga menos aos times em termos de direitos de transmissão de TV.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.