PUBLICIDADE

Publicidade

Times ingleses gastam valor recorde com transferências

Apesar da crise financeira, equipes investiram R$ 528 milhões; Manchester City foi o maior investidor

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Clubes da divisão de elite do Campeonato Inglês gastaram 160 milhões de libras (R$ 528 milhões) na janela de transferências de janeiro, um valor recorde, disse a empresa de assessoria financeira Deloitte nesta terça-feira. Veja também:  Campeonato Inglês - Tabela e classificação  Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Os gastos que ignoraram a crise financeira mundial foram feitos principalmente pelo Manchester City (R$ 165 milhões) e pelo Tottenham Hotspur (R$ 148 milhões). Estes dois clubes, juntos, totalizaram mais da metade do valor gasto e são investimentos que visam a entrada dos dois times na elite do futebol inglês e a vagas na Liga dos Campeões. O City, clube mais rico do mundo, contratou três jogadores - o meia Nigel de Jong, o atacante Bellamy e o defensor Wayne Bridge - no que a Deloitte classificou como o maior valor já gasto por um clube na janela de transferência de janeiro. "O valor recorde gasto foi basicamente liderado pelas transferências entre clubes da primeira divisão... em particular pelo Manchester City e o Tottenham Hotspur", disse Dan Jones, no grupo de finanças esportivas do Deloitte em comunicado. Análises da Deloitte indicaram que os clubes do Campeonato Inglês investiram mais que outros grandes times europeus, gastando mais que clubes da França, Alemanha, Itália e Espanha juntos. "Com grande parte de suas receitas já asseguradas para esta temporada, embora os clubes não sejam à prova de recessão, eles são relativamente resistentes a ela", disse Paul Rawnskey, diretor do grupo de finanças esportivas do Deloitte. No ano passado, os gastos durante a janela de transferência somaram 150 milhões de libras (R$ 495 milhões) e, em 2007, 60 milhões (R$ 198 milhões).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.