Publicidade

Quanto ganha um árbitro de futebol? Compare valores

Profissionalização da arbitragem é pautada para melhorar pagamentos e busca por qualificação das partidas; ingleses e espanhóis são os mais bem pagos nas principais ligas da Europa

PUBLICIDADE

Foto do author Leonardo Catto
Por Leonardo Catto
Atualização:

A profissionalização da arbitragem é uma discussão antiga no futebol em busca de qualificar não só a remuneração, mas o desempenho dos árbitros do futebol. No Senado Federal, desde 2019, tramita o PL 864/2019 para alterar a Lei Geral do Esporte e determinar que árbitros e assistentes tenham vínculo empregatício com as entidades pelas quais atuam. O veículo esportivo do The New York Times, o The Athletic, revelou valores pagos a árbitros das principais ligas europeias e da MLS.

PUBLICIDADE

O maior valor absoluto é pago na Inglaterra. Em média, os mais bem pagos são os espanhóis. Árbitros da La Liga têm salário de US$ 157,1 mil (R$ 795,7 mil), além de um adicional de US$ 5,31 mil (R$ 26,9 mil) por partida. No caso de árbitros de vídeo, o valor adicional é de US$ 2,65 mil (R$ 13,42 mil). Eles ainda recebem US$ 27,68 mil (R$ 140,2 mil) por ano, referentes a direitos de imagens pelas propagandas no uniforme.

Na Inglaterra, o pagamento é feito conforme uma escala que depende do nível de experiência e classificação do árbitro, podendo pagar entre U$ 92,37 mil (R$ 468,2 mil), US$ 132,84 mil (R$ 673,4 mil) e US$ 185,84 (R$ 942,13 mil). Por jogo, há o pagamento de US$ 1,4 mil (R$ 7,1 mil) ou US$ 1,05 mil (R$ 5,3 mil) em caso de assistentes de vídeo. A Premier League também oferece um bônus de desempenho e acertos, com base na supervisão do Professional Game Match Officials Limited (PGMOL), órgão responsável pelo desenvolvimento e as nomeações de árbitros no futebol inglês. Conforme o The Athletic, os valores pagos na MLS, liga norte-americana, são similares as essas duas ligas europeias. Na sequência, vêm Itália, Alemanha e França.

Pagamento mais alto possível a um árbitro no Brasil é de R$ 6,5 mil por partida. Foto: Cesar Greco/Palmeiras

No ano passado, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) determinou que um árbitro de Série A receberia R$ 6,5 mil por partida, se tiver escudo Fifa, ou R$ 4,7 mil, se for vinculado à própria federação brasileira. Um bandeirinha Fifa, por sua vez, ganharia R$ 3,9 mil, enquanto, para um auxiliar da CBF, o valor era de R$ 2,82 mil. A remuneração do assistente de vídeo (VAR) em jogos da primeira divisão era de R$ 2,8 mil, independentemente do vínculo. Os valores contrastavam com os altos salários de algumas das estrelas da elite do futebol brasileiro, que chegam a receber mais de R$ 1 milhão por mês.

A profissionalização da categoria na Inglaterra começou em 2001. Na época, o salário-base era de US$ 44,1 mil (R$ 223,5 mil), mais honorários por partidas. O movimento coincidiu com uma melhoria nos padrões de arbitragem, com melhores preparo físico, treinamentos e desempenho nos jogos.

O The Athletic cita o caso do atual analista de arbitragem do Nottingham Forest, Mark Clattenburg, que deixou o cargo de árbitro da Premier League para assumir um cargo sênior na Arábia Saudita. Segundo Clattenburg, um ano na Arábia Saudita equivaleria a cerca de oito na Premier League. Para apitar um único jogo entre Al-Nassr e Al-Hilal, em abril do ano passado, ele recebeu US$ 19,2 mil (R$ 19,2 mil).

Na Alemanha, árbitros com menos de cinco anos de experiência recebem US$ 66,8 mil (R$ 338,6 mil), subindo para US$ 77,6 mil (R$ 393,4 mil), quando passam desse tempo. Árbitros de elite recebem um salário de US$ 88,4 mil (R$ 448,1 mil). Além disso, a taxa de jogo por jogo da Bundesliga é de US$ 6,04 mil (R$ 30,6 mil), com os assistentes de vídeo recebendo US$ 2,2 mil (R$ 11,1 mil).

Publicidade

Na Série A italiana, os salários variam de US$ 97,1 (R$ 492,2 mil) a US$ 97,6 (R$ 494,8 mil), com taxas de jogo de US$ 4,32 mil (R$ 21,9 mil) a US$ 4,34 mil (R$ 22 mil). A taxa de jogo para assistente de VAR está entre US$ 1,83 mil (R$ 9,28 mil) e US$ 1,84 mil (R$ 9,33 mil).

Os dirigentes da Ligue 1 na França recebem £ 66.716 a £ 67.058, com uma taxa de jogo de £ 2.865 a £ 2.880. A taxa de jogo para VAR é de £ 855 a £ 859. Na França, o pacote de indenização por aposentadoria varia entre £ 8.500 e £ 51.000, dependendo do status e da idade.

Árbitros brasileiros recebem menos em comparação com principais ligas europeias e MLS. Foto: Rodrigo Ferreira/CBF

Os árbitros da MLS são mais bem pagos do que há apenas um mês. O sindicato da arbitragem firmou um acordo com uma empresa financiada pela liga, o que os qualificou profissionalmente e possibilitou o aumento de salários e benefícios. O contrato envolveu negociações (e acusações) entre sindicato e liga, com mediação governo federal. A tensão obrigou que os primeiros jogos da MLS fossem com “árbitros substitutos”, temporários trazidos do exterior e das divisões inferiores americanas. O desempenho foi elogiado, mas julgado inferior ao de quem atuava em tempo integral da MLS.

Um novato da MLS começa com um salário considerado “probatório” durante os primeiros dois anos de atuação. O valor é de US$ 85 mil (R$ 430,9 mil) para 2024. Uma taxa de US$ 1,5 mil (R$ 7,6 mil) é paga por jogo para árbitros e assistentes e US$ 550 (R$ 2,7 mil) para quarto árbitros e assistentes de vídeo.

PUBLICIDADE

Os árbitros que já passaram o estágio probatório são a maioria na MLS e recebem salários mais altos, conforme uma escala móvel com base no número de partidas que já dirigiram em sua carreira na MLS. Um árbitro considerado sênior, por exemplo, agora ganhará entre US$ 125 mil (R$ 633,7 mil) e US$ 165 mil (R$ 836,4 mil).

Esse número inclui uma garantia de 15 taxas de jogo, que o árbitro recebe, mesmo que esteja lesionado ou impossibilitado de arbitrar tantos jogos. Se eles supervisionarem mais de 15 partidas, algo comum, os ganhos aumentam. O novo contrato entre a liga e seus árbitros também prevê aumentos salariais ano a ano. Quando o contrato terminar, em 2030, o árbitro sênior que ganhava US$ 165 mil em 2024 ganhará US$ 211 mil (R$ 1,06 milhão).