PUBLICIDADE

Publicidade

Mr. Olympia: Brasil tem chance de se dar bem no Mundial de fisiculturismo nos Estados Unidos

Disputa ‘bodybuilding’ ocorre em Orlando com atletas brasileiro entre os favoritos: prêmios são milionários; veja

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Principal campeonato de fisiculturismo do mundo, o Mr. Olympia 2023 começou nesta quarta-feira, em Orlando, nos Estados Unidos, com atletas brasileiros entre os favoritos. As disputa continua neste sábado. Trata-se da 59ª edição. Ela reúne 280 competidores de várias nacionalidades em 11 categorias diferentes. O Brasil conta com 33 atletas. Vice-campeão no ano passado, o acreano Ramon Dino, de 28 anos, é a principal esperança de título para o País no bodybuilding.

Organizado pela Federação Internacional de Fisiculturismo (IFBB), o Mr. Olympia é disputado anualmente em diferentes partes do mundo. Teve a sua primeira edição realizada em 1965, nos EUA. O bodybuilding tem por objetivo a definição dos músculos, com os vencedores sendo decididos por meio de notas formuladas por um júri especializado. Cada músculo do corpo conta. Na última edição, a categoria principal pagou ao vencedor, Shawn Rhoden, US$ 675 mil (R$ 2,8 milhões).

Competição de fisiculturismo Mr. Olympia acontece entre os dias 1 e 5 de novembro, nos EUA.  Foto: FREDY BUILES / REUTERS

O atleta de fisiculturismo deve combinar uma rotina intensa de treinos de musculação com um rigoroso programa de alimentação, permitindo, assim, o crescimento muscular e a diminuição do percentual de gordura corporal a níveis muito baixos. Para se classificar para o Mr. Olympia é necessário vencer uma competição nacional antes. A disputa é a mais aguardada entre os entusiastas do bodybuilding por reunir os melhores atletas da modalidade.

A competição é dividida nas seguintes categorias:

Bikini (disputada apenas por mulheres, é avaliado o trabalho de ombros e cintura fina, exigindo um menor volume muscular)

Wellness Olympia (categoria feminina que preza os membros inferiores)

Fitness (combinação de fisiculturismo e ginástica)

Figure (categoria feminina que valoriza volume muscular e cintura fina)

Publicidade

Classic Physique (baseado na estética e proporção muscular)

212 (categoria exclusivamente masculina que visa atingir o maior volume de músculos sem ultrapassar a marca de 212 libras, ou 96 quilos)

Men’s Physique e Women’s Physique (combinação de estética e volume muscular)

Mr Olympia e Ms. Olympia (categoria principal com destaque para o volume muscular)

Wheelchair (exclusiva para cadeirantes).


Mr. OLYMPIA: ONDE ASSISTIR, DATAS E HORÁRIOS

O Mr. Olympia 2023 acontecerá entre os dias 1º e 5 de novembro. Acaba neste domingo, portanto. O evento será transmitido na Olympia TV — a plataforma cobra US$ 39,99 pela assinatura (cerca de R$ 200). Algumas finais aconteceram na sexta-feira. E outras estão marcadas para domingo, às 21h (de Brasília). No domingo ocorre um seminário com os competidores sobre a modalidade.

Ramon Dino

O fisiculturista acreano Ramon Dino concorre com Chris Bumstead neste sábado. Na edição do ano passado, Dino ficou em segundo lugar. Ele estava na principal disputa do card. Ele é o maior representante do Brasil na modalidade. Sua categoria é Classic Physique. O Mr. Olympia é a ‘Copa do Mundo’ do fisiculturismo. A realização é de responsabilidade da Federação Internacional de Fitness e Fisiculturismo (IFBB). Um atleta mais famoso pode ganhar até R$ 400 mil por mês, entre salário, patrocinadores e eventos para marcas.

Publicidade

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.