PUBLICIDADE

Publicidade

Pelé é contratado para fazer clube chegar a 100 mil sócios

Rei do Futebol volta ao Santos após 12 anos para participar de campanha de marketing ao lado de Neymar

Por SANTOS
Atualização:

O Santos anuncia a contratação de Pelé, com o slogan "O Rei Voltou", hoje às 12 horas, no Salão de Mármore da Vila Belmiro. Mas, o retorno do Rei será como pessoa jurídica, para formar dupla com Neymar fora campo, na campanha "Multiplicação dos Peixes", que visa aumentar de 23 mil para 100 mil o número de sócios do clube em dez anos, além de emprestar o prestígio da sua marca para atrair investidores dispostos a participar de um fundo de R$ 40 milhões."O contrato de Pelé terá a duração de um ano e com opção de renovação por mais um", disse, ontem, José Fornos, empresário de Pelé há 40 anos. Ele explicou que o Rei não vai viajar ao Japão para acompanhar o Santos no Mundial de Clubes por falta de data na agenda.Pelé retorna ao clube 12 anos depois do encerramento do seu último contrato como coordenador do departamento de futebol amador, na gestão de Samir Abdul-Hak, antes da eleição de Marcelo Teixeira, em dezembro de 1999 . Como assessor especial da presidência, ele participou, em 1994, do grupo que se cotizou para contratar o meia Giovanni, maior ídolo santista dos anos 90.Em 1998, Pelé pediu para que o presidente o contratasse, com salário simbólico, para cuidar da formação de novos talentos. Duas vezes por semana, ele assistia às peneiras que eram realizadas no Centro de Treinamento Rei Pelé, e dava o seu aval na aprovação dos futuros craques. Numa delas, ele ficou impressionado com um garoto de canelas finas, veloz e de drible fácil. Parou o treino, entrou em campo e perguntou ao garoto o nome dele, quis saber onde morava, se estudava e pediu informações sobre os seus pais."Quando vi aquele menino com a bola, a primeira lembrança que veio à minha cabeça foi a minha chegada ao Santos", disse, na época, emocionado. Era Robinho, que passou a ter atenção especial do Rei e, 4 anos depois, se tornava a principal estrela da geração de 2002, que tirou o Santos da fila de 18 anos. Agora, aos 71 anos, Pelé volta, com novas missões./ S.F.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.