PUBLICIDADE

Publicidade

São Paulo e Palmeiras duelam pela afirmação

Um quer acabar com jejum em clássicos, outro tenta mostrar que bom início na competição[br]nacional não é por Acaso

Por Bruno Deiro e Giuliander Carpes
Atualização:

O primeiro clássico paulista do Campeonato Brasileiro, às 20h30, no Morumbi, entre São Paulo e Palmeiras, reúne times embalados, mas que hoje duelam em busca de afirmação. Diante de sua torcida, o Tricolor quer coroar a boa fase com o fim do jejum em clássicos no ano. Para o Palmeiras, que tem problemas de sobra fora de campo, bater o rival e seguir no G-4 é uma forma de amenizar o clima tumultuado por que passa o clube. Dentro das quatro linhas, as equipes vêm de resultados irretocáveis. O São Paulo está nas semifinais da Taça Libertadores e bateu o Internacional (2 a 0, em Porto Alegre) na última rodada do Brasileiro. Já o time alviverde, invicto na competição nacional, está entre os quatro melhores e vem de boa vitória sobre o Grêmio em casa (4 a 2). O problema dos dois times está fora das quatro linhas. No caso do São Paulo, em princípio, é o retrospecto horroroso em clássicos nesta temporada que preocupa. A equipe de Ricardo Gomes perdeu simplesmente todos os cinco dérbis que disputou no Campeonato Paulista. Contra o claudicante Palmeiras do Estadual, que nem se classificou às semifinais, a derrota foi por 2 a 0 no Palestra Itália.Não faltam motivos para o São Paulo achar, no entanto, que terá sorte distinta nesta noite. "Tivemos jogadores expulsos injustamente em praticamente todos os clássicos do Campeonato Paulista, que foram disputados às vésperas de confrontos importantes da Libertadores, a competição prioritária da temporada", explica o técnico. "Querendo ou não, o jogador acaba pisando no freio. Mas agora pensamos apenas no Brasileiro, então vamos pôr o pé fundo no acelerador."Ademais, o time tricolor tenta resolver a situação de jogadores do elenco que estão insatisfeitos, continuam treinando, mas devem ser negociados ? André Luís já foi para o Fluminense, caminho que também deve tomar Cléber Santana, e Washington está nos planos do Flamengo. O treinador terá também dois desfalques importantes hoje: o zagueiro Miranda e o volante Rodrigo Souto têm lesões na panturrilha. Ricardo Gomes torce para que as duas ausências não afetem o rendimento do time, que agora parece ter se acertado.Já o Palmeiras continua com o técnico interino Jorge Parraga depois da confusão que resultou na demissão de Antônio Carlos e na rescisão de contrato do atacante Robert, artilheiro do time na temporada (14 gols). No clube do Palestra Itália, o clássico é visto como uma prova de superação. "Temos de adotar um discurso de pés no chão, vamos com o mesmo espírito de superação que tivemos contra o Grêmio ", diz o zagueiro Danilo. "Não adianta ter ido bem num jogo e chegar no Morumbi e não conseguir jogar." Sem Pierre, Armero, Marcos Assunção e Léo, o Alviverde tem a missão de encerrar um tabu de 8 anos sem vencer o São Paulo na casa do rival. "Estamos sofrendo com desfalques e turbulências, mas está na hora de ter uma identidade de time", diz Danilo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.