PUBLICIDADE

Novak Djokovic revela com que idade pretende se aposentar do tênis

‘Por que vou parar se ainda jogo tão bem?’, questionou o sérvio, atual líder do ranking da ATP

Foto do author Redação
Por Redação

Dominante no circuito mundial aos 36 anos, o tenista sérvio Novak Djokovic, líder do ranking da ATP, afirmou nesta quarta-feira que a aposentadoria é um tema que parece distante ainda em sua carreira.

PUBLICIDADE

“Espero continuar até 40 anos ou mais. Sinto-me muito bem”, declarou o recordista de títulos de Grand Slam, com 24. “2023 foi uma das melhores temporadas da minha carreira. Por que vou parar se ainda jogo tão bem? Vou continuar, levar um ano de cada vez e ver até onde posso ir.”

O sérvio encerrou a temporada com três títulos em quatro finais de Grand Slam e com 11.245 pontos no ranking mundial, mais de 2.000 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o jovem espanhol Carlos Alcaraz, de apenas 20.

Djokovic perdeu a partida de exibição desta quarta-feira, diante do espanhol Alcaraz, na Arábia Saudita. Foto: AFP

Djokovic citou Tom Brady, ídolo do futebol americano, que se aposentou em fevereiro, aos 45 anos, para citar que ainda nem sonha com adeus das quadras. “Ele é um exemplo perfeito, alguém que teve uma grande e longa carreira. Passou muito tempo cuidando de si mesmo.”

O tenista está na Arábia Saudita, onde nesta quarta-feira enfrentou Alcaraz em uma partida de exibição. O espanhol venceu por 2 sets a 1 (4/6, 6/4 e 6/4). Djokovic está em preparação para o Aberto da Austrália, no qual busca o 11º título e que começa no dia 14 de janeiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.