PUBLICIDADE

Publicidade

Rosberg se diz 'incomodado' com manobra de Hamilton

Piloto inglês larga dos boxes e evita a ultrapassagem do companheiro na última volta para assegurar o terceiro lugar

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

Depois de largar na pole position e terminar somente em quarto no GP da Hungria de Fórmula 1, o alemão Nico Rosberg deixou o Circuito de Hungaroring nada satisfeito com seu companheiro Lewis Hamilton. O inglês não só recusou uma ordem da equipe para deixar o colega ultrapassá-lo no meio da prova, como na última volta fechou-o quando Rosberg estava mais veloz e tentava ganhar a terceira posição.

PUBLICIDADE

"Eu cheguei neles (Fernando Alonso e Hamilton) no fim, mas infelizmente não foi o bastante", disse o alemão, antes de ser perguntado sobre a manobra de Hamilton. "Isto foi o que mais me incomodou. Na última volta eu tive a chance, mas não pude aproveitá-la. Estou desapontado que isso tenha acontecido, é uma pena."

Em certo momento, Hamilton recebeu a ordem para deixar Rosberg ultrapassá-lo. O inglês usou uma estratégia de duas paradas, enquanto seu companheiro teria que parar três vezes. No momento em que a ordem partiu da Mercedes, o alemão ainda precisaria ir aos boxes uma vez, mas o inglês não obedeceu e, depois, se disse "muito chocado" com o pedido.

Sobre este momento, Rosberg preferiu não polemizar e garantiu apenas que o pedido não partiu dele. "Eu não queria isso, foi a equipe que me informou que ele ia me deixar passar", comentou o alemão. "Foi apenas isso. Eu não sei o que aconteceu então, precisamos discutir."

O alemão prometeu conversar com a equipe, e com Hamilton, para entender o que aconteceu. "É claro que vou sentar com a equipe, o Lewis estará lá também, e nós vamos passar por tudo e ver o quanto podemos aprender com o que aconteceu hoje (domingo), como sempre."

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.