Aiatolá promete investigação rápida sobre eleição no Irã

PUBLICIDADE

Por AE
Atualização:

Os supervisores eleitorais do Irã tomarão em breve uma decisão a respeito das queixas feitas pelo candidato reformista derrotado nas eleições presidenciais, Mir Hossein Mousavi, que afirma ter havido fraude no sufrágio. A informação partiu nesta segunda-feira do Conselho dos Guardiães, que mais cedo recebeu as queixas de Mousavi, na qual ele pediu a anulação do sufrágio. "Eu espero que não leve muito tempo para o nobre povo ver que a questão foi examinada da melhor maneira e que nós lhe entreguemos o resultado", disse o aiatolá Ahmad Jannati na televisão estatal do Irã. As informações são da Dow Jones.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.