PUBLICIDADE

Argentina tem primeira morte por gripe suína

Por ARIEL PALACIOS
Atualização:

A Ministra da Saúde da Argentina, Graciela Ocaña, anunciou hoje a primeira morte ocorrida na Argentina em consequência da Influenza A (H1N1), a gripe suína. A vítima, segundo o Ministério, é um bebê de três meses de idade, que foi internado há duas semanas. No entanto, o Ministério da Saúde indicou que não conseguiu determinar como o bebê foi exposto ao vírus."O problema agravou-se por causa do baixo peso do bebê devido ao nascimento prematuro", indicaram as autoridades. Segundo a ministra da Saúde, a Argentina possui 733 casos de gripe suína, o que faz do país o segundo em número de pessoas contaminadas na América do Sul. O Chile ocupa o primeiro lugar, com 2.335.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.