PUBLICIDADE

Colisão entre helicópteros militares deixa 10 mortos na Malásia; veja vídeo

Aeronaves faziam voo baixo em formação acima do estádio naval de Lumut, em um ensaio para as comemorações do dia da frota naval

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Dois helicópteros militares da Força Aérea da Malásia colidiram nesta terça-feira, 23, durante uma sessão de treinamento. O acidente matou todos os 10 tripulantes a bordo, informou a agência de resgate.

Os helicópteros estavam ensaiando em uma base naval no norte do estado de Perak para a comemoração do 90º aniversário da Marinha no próximo mês, quando o acidente ocorreu, informou a força naval em um breve comunicado.

”Todas as vítimas foram confirmadas como mortas no local”, disse, acrescentando que os restos mortais foram enviados ao hospital para serem identificados.

Uma foto disponibilizada pelo Departamento de Bombeiros e Resgate de Perak mostra oficiais do Departamento de Bombeiros e Resgate da Malásia no local onde dois helicópteros caíram durante um ensaio, na base da Marinha Real da Malásia em Lumut, estado de Perak, Malásia, 23 de abril de 2024.  Foto: Perak's Fire And Rescue Departme/EFE

PUBLICIDADE

Um vídeo que circula nas mídias sociais mostrou vários helicópteros voando baixo em uma formação. Uma das aeronaves desviou para o lado e atingiu o rotor de outro helicóptero, fazendo com que ambos mergulhassem e caíssem. Um policial local que não quis se identificar porque não está autorizado a falar com a mídia confirmou que o vídeo é genuíno.

Os helicópteros foram mutilados de forma irreconhecível. As equipes de resgate vasculharam os destroços para encontrar os corpos. As vítimas eram três mulheres e sete homens, segundo a polícia.

Nos vídeos, é possível ouvir testemunhas exclamando “Alá, Alá, Alá”.

O primeiro-ministro Anwar Ibrahim disse que a nação está de luto pela “tragédia de cortar o coração e a alma” e que a Marinha realizará imediatamente uma investigação para determinar a causa do acidente.

Publicidade

Sete membros da tripulação estavam a bordo do helicóptero de operação marítima AW139, informou a marinha. Essa aeronave é produzida pela AgustaWestland, que é uma subsidiária da empreiteira de defesa italiana Leonardo. Três outros membros da tripulação estavam em um helicóptero leve Fennec, fabricado pelo conglomerado multinacional europeu de defesa Airbus.

A mídia local informou que o AW139 caiu em um complexo esportivo na base naval, enquanto o Fennec atingiu uma piscina próxima./AFP e AP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.