PUBLICIDADE

Irã volta a permitir acesso ao Gmail

TEERÃ - O acesso ao Gmail foi restaurado no Irã nesta segunda-feira, 1, uma semana após autoridades terem bloqueado o popular serviço de e-mail do Google.Veja também:Serviços de busca e e-mail do Google são censurados no IrãIrã eleva segurança virtual com rede segura de Internet CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOKA república islâmica afirma que a medida veio em reposta às postagens no YouTube do filme que ridiculariza o profeta Maomé, que causou protestos violentos em todo o mundo muçulmano. O Google é dono do Youtube.A proibição causou reclamações de usuários de internet e oficiais iranianos. Mohammad Reza Aghamiri, integrante do comitê governamental de fiscalização da web, disse que autoridades retiraram a proibição após resolverem questões técnicas para separar as contas do Gmail e YouTube.O YouTube ainda está bloqueado. O Irã possui um número estimado de 32 milhões de usuários de internet, dentre uma população de 75 milhões. As informações são da Associated Press.

Por AE
Atualização:

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.