PUBLICIDADE

Mais de 50 marinheiros chineses morreram após submarino nuclear ficar preso em armadilha, diz jornal

Embarcação teria atingido barreira utilizada pela própria marinha chinesa para capturar submersíveis dos EUA e do Reino Unido; China nega

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Um relatório secreto do Reino Unido obtido pelo tabloide britânico Daily Mail apontou que 55 marinheiros da China morreram em um submarino nuclear em agosto. De acordo com o jornal, a embarcação foi capturada em uma armadilha feita pela Marinha chinesa para capturar submersíveis britânicos e estadunidenses no Mar Amarelo.

Os marinheiros teriam morrido após uma suposta falha nos sistemas de oxigênio do submarino, no dia 21 de agosto. “O incidente aconteceu às 08h12 locais resultando na morte de 55 tripulantes: 22 oficiais, 7 oficiais cadetes, 9 suboficiais, 17 marinheiros. Os mortos incluem o capitão Coronel Xue Yong-Peng”, relata o documento, segundo o Daily Mail. Não foi informado se havia mais pessoas a bordo.

PUBLICIDADE

O submarino teria atingido uma corrente e âncora utilizada pela Marinha chinesa para capturar submarinos de potências rivais, o que resultou em falhas no sistema que duraram seis horas para serem reparadas, deixando a tripulação sem oxigênio.

Pequim teria se recusado a pedir ajuda internacional para salvar seu submarino. Após as informações circularem na imprensa, a China rejeitou a história, afirmando que as especulações eram “completamente falsas”.

A mesma narrativa já havia sido compartilhada no fim de agosto em blogs informais. Um deles, de língua inglesa, que trata sobre marinhas, menciona que os rumores sobre a morte dos 55 marinheiros circulavam desde o dia 22 de agosto, um dia após o suposto acidente, em portais não oficiais da China e de Taiwan.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.