Policiais se vestem de Freddy Krueger e Chucky como disfarce para prender traficantes no Halloween

Criminosos, que tiveram sua casa invadida pelos ‘personagens’, pensaram que se tratava de uma pegadinha de Dia das Bruxas; caso aconteceu no Peru

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

A polícia do Peru aproveitou o dia do Halloween, celebrado na terça-feira, 31, para realizar uma operação contra o tráfico de drogas na capital Lima, sem deixar muitas suspeitas. Usando fantasias de personagens aterrorizantes, policiais conseguiram invadir uma casa no leste de Lima e prender dois traficantes.

PUBLICIDADE

A operação chamada “Halloween” ocorreu na noite de terça-feira em um bairro perigoso do bairro de San Juan de Lurigancho, um dos mais populosos da capital peruana. Em um vídeo divulgado por canais de televisão, agentes vestidos de Freddy Krueger, Jason Voorhees (personagem de Sexta-Feira 13) e Tiffanny, namorada de Chucky, são vistos andando pelas ruas do bairro.

Tudo parece normal até que, ao chegar em uma casa, Krueger e seus companheiros destroem a porta de ferro do prédio com uma marreta num piscar de olhos e permitem que outros seis policiais uniformizados entrem de surpresa.

“Este é um trabalho planejado com muita antecedência. Aproveitamos o feriado para nos disfarçarmos de diferentes personagens e capturarmos os criminosos”, disse à imprensa o coronel Walter Palomino, chefe do Esquadrão Verde da Polícia Nacional encarregado da operação.

As autoridades do Peru já recorreram em outras ocasiões a disfarces para operar em áreas perigosas. No ano passado, vários agentes vestidos de super-heróis participaram de uma operação antidrogas cujas imagens se tornaram virais.

Na foto, pessoas fantasiadas em referência à série "Round 6", no dia do Halloween em Espinal, Peru, em outubro de 2021. Foto: REUTERS/Alessandro Cinque

Nesta ocasião, os personagens de terror prenderam dois irmãos, um homem e uma mulher, chamados de “Clã Balboa”, que pensaram que se tratava de uma pegadinha de Halloween, segundo a polícia. “Esses irmãos vendiam drogas e não esperavam que os iríamos prender desta forma”, acrescentou Palomino.

A operação permitiu a apreensão de 1.568 pequenos pacotes de pasta básica de cocaína que estavam escondidos em casa. Um quilo de pasta básica é vendido por pelo menos US$ 380 no Peru, enquanto um quilo de cloridrato de cocaína – a droga mais pura – é vendido por cerca de US$ 1.000./AFP

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.