PUBLICIDADE

Restaurantes do McDonald’s ganham novo logo na Rússia após saída da rede do país

Nova cadeia de restaurantes que substituirá a rede de fast food americana será inaugurada no domingo, 12, durante feriado patriótico

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Os icônicos “arcos dourados” do McDonald’s sumiram das paisagens de Moscou e São Petersburgo. Após a rede americana de fast food anunciar a venda de seus restaurantes na Rússia a um empresário local no mês passado - acompanhando o movimento de marcas ocidentais que deixaram o país após a aplicação de sanções pela Guerra na Ucrânia -, os restaurantes se preparam para o relançamento sob nova identidade visual.

Ainda sem um nome definido para a cadeia de restaurantes que deverá ter mil pontos pelo país, o empresário Alexander Govor apresentou a nova logomarca: composta por duas batatas fritas e um hambúrguer, em tons alaranjados, contra um fundo verde.

Novo logo da rede de restaurantes que substituirá o McDonald's na Rússia. Foto: Handout via REUTERS

PUBLICIDADE

A reabertura dos restaurantes está marcada para o domingo, 12, quando é comemorado o Dia da Rússia - feriado patriótico que celebra a independência do país. Inicialmente com 15 pontos em Moscou e arredores, o relançamento deve acontecer no estabelecimento da Praça Pushkin, mesmo local onde o McDonald’s inaugurou sua primeira loja no país, em 1990.

Quando a União Soviética desmoronou no início da década de 1990, a chegada da rede americana foi vista por alguns como um símbolo do degelo da Guerra Fria. A saída da marca neste momento, pelo contrário, é um lembrete de como a Rússia e o Ocidente estão mais uma vez em caminhos opostos.

Logo do McDonald's é retirado de restaurante em São Petersburgo, em 7 de junho. Foto: Anton Vaganov/ REUTERS

Oleg Paroev, do McDonald’s Rússia, disse que outros franqueados teriam a opção de trabalhar sob a nova marca, mas que a rede realmente deixará o país. No entanto, de acordo com a agência de notícias russa Tass, o McDonald’s permanecerá aberto como de costume nos aeroportos e estações de trem em Moscou e São Petersburgo até 2023, citando uma fonte próxima ao Rosinter Restaurants, outro franqueado.

“A Rosinter tem um acordo único sob o qual a corporação americana não pode tirar a franquia. Eles podem operar em paz”, disse a fonte à Tass. Rosinter se recusou a comentar o caso. O McDonald’s não respondeu imediatamente.

O McDonalds, a maior rede de hambúrgueres do mundo. Apenas no ano passado, a rede gerou cerca de 9%, ou US$ 2 bilhões, de sua receita na Rússia e na Ucrânia./ REUTERS

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.