PUBLICIDADE

Trailer de terror do Mickey Mouse é lançado após personagem entrar em domínio público; assista

Versão-terror do clássico personagem da Disney evoca o famoso rato para representar um assassino ao estilo ‘Pânico’

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Após o personagem Mickey Mouse entrar em domínio público no primeiro dia do ano, começam a aparecer produçōes das mais inusitadas do clássico personagem de Walt Disney. A mais recente delas é o trailer do filme de terror Mickey’s Mouse Trap, com direção de Jamie Bailey. O vídeo mostra um Mickey Mouse maléfico, tocando o terror em um parque de diversōes. Assista abaixo:

PUBLICIDADE

O filme parece se inspirar na estética de thrillers adolescentes como o filme Pânico. Segundo o site Entertainment Weekly, a sinopse relata “o aniversário de 21 anos de Alex, que fica presa no fliperama no turno da noite, quando seus amigos decidem pregar uma peça. Um assassino mascarado vestido como Mickey Mouse decide jogar seu jogo”.

Mickey’s Mouse Trap tem estreia prevista para março nos Estados Unidos.

Jogo de terror

Apesar de ter entrado em domínio público nesta semana, Mickey também inspirou outra obra, o game de terror Infestation: Origins, mostrando o até então simpático ratinho como um vilão sangue-frio. A desenvolvedora, Nightmare Forge Games, apresentou o Infestation: Origins como um jogo de “terror cooperativo, no qual você é um exterminador que trata de infestações sinistras causadas por versões distorcidas de personagens clássicos e lendas urbanas”, em sua descrição na plataforma de jogos online Steam. O jogo está previsto para ser lançado este ano, mas ainda não possui data específica.

Domínio Público

Mickey e Minnie Mouse, símbolos da Disney, completam 95 anos e entraram em domínio público no dia 1º de janeiro, segundo a revista Variety.

Mas, afinal, o que muda? Na prática, a empresa não tem mais os direitos autorais sobre as obras. Isso permite que qualquer artista (cartunista, cineastas, escritores) faça o que bem entender com elas.

Um exemplo da mesma situação aconteceu com o personagem Ursinho Pooh que, em 2022, entrou em domínio público nos Estados Unidos. Sem precisar pagar os direitos autorais, o diretor Rhys Frake-Waterfield viu uma oportunidade de criar um filme. Em 2023, lançou Ursinho Pooh: Sangue e Mel — um longa de terror altamente criticado pela mídia especializada.

Publicidade

Ainda conforme a Variety, Jennifer Jenkings, diretora do Centro Duke de Estudos de Domínio Público, dos EUA, acredita que a disponibilidade de Mickey e Minnie Mouse causará uma grande comoção. “A comunidade de direitos autorais está muito animada com a notícia — afinal, finalmente está acontecendo!”, disse ela.

Mickey Mouse sempre esteve no meio dos embates dos direitos autorais. Dan O’Neill, por exemplo, usou a imagem do rato em uma história em quadrinhos de 1971. Nela, o personagem era um traficante de drogas — que até tinha relações sexuais explícitas com Minnie.

O uso dos ratinhos na história não ficou barato: a Disney o processou por violar direitos autorais e eles entraram em uma briga judicial por oito anos. Sem ter como pagar a condenação, ele aceitou o acordo para escapar da prisão. O combinado definia que O’Neill nunca mais poderia desenhar Mickey Mouse.

“Ainda é um crime para mim. Se eu fizer um desenho do Mickey Mouse, devo uma multa de US$ 190 mil [cerca de R$ 918 mil] a Walt Disney, mais US$ 10 mil [R$ 48 mil], honorários advocatícios e um ano de prisão”, contou O’Neill, de 81 anos.

Segundo a reportagem da Variety, a Disney fez anos lobby para evitar que Mickey entrasse em domínio público. Agora, no entanto, parece que eles não brigarão para manter os direitos autorais do personagem. Inclusive, além dele e de Minnie, a empresa também perde os direitos do Tigrão, criado em 1928, a partir do primeiro dia de 2024.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.