PUBLICIDADE

Decolar.com estreia em alta na bolsa de valores de Nova York

Startup argentina de serviços de turismo fez oferta pública inicial de ações nesta quarta-feira, 20, nos Estados Unidos

PUBLICIDADE

Por Agências
Atualização:
Empresa terá ações negociadas na bolsa de Nova York com a sigla 'DESP' Foto: Decolar.com

 As ações da argentina Decolar.com subiam mais de 18% em sua estreia no mercado de ações dos Estados Unidos nesta quarta-feira, o que levou a agência de viagens online apoiada pela Expedia a ser avaliada em US$ 1,96 bilhão. 

PUBLICIDADE

A oferta de 12,8 milhões de ações foi precificada em US$ 26 dólares cada, no topo da proposta de US$ 23 a US$ 26 dólares, levantando cerca de US$ 332 milhões em recursos. O papel abriu cotado a US$ 29 dólares na abertura do pregão na Bolsa de Valores de Nova York e no início da tarde subia 18,8% , a US$ 30,80. 

O valor de mercado bilionário da Decolar (Despegar, em espanhol), sediada em Buenos Aires, a torna uma das primeiras empresas “unicórnio” – startups com valor igual ou acima de US$ 1 bilhão – do setor de viagens da América Latina.

O site da Decolar e o aplicativo móvel fornecem passagens aéreas, pacotes de viagens e reservas de hotéis, atendendo principalmente a clientes latino-americanos. Para serviços de reserva de hotéis fora da região, a Decolar depende da Expedia com base nos Estados Unidos, o agente de viagens online número 2 do mundo.

O Brasil é um dos maiores mercados da Decolar.

O IPO da Decolar acontece em meio às expectativas de que as reservas online de viagens na América Latina aumentarão à medida que a população da classe média da região cresça e se beneficie com mais acesso a smartphones e à Internet.

Antes da oferta, a Expedia possuía uma participação de 16,4% na Decolar, comprada por US$ 270 milhões de dólares em 2015.

Publicidade

O fundo de hedge norte-americano Tiger Global Management, que também tem participações na brasileira Nubank, é o maior acionista da Decolar com uma participação pré-IPO de 57,3%. O General Atlantic Partners é outro importante investidor.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.