PUBLICIDADE

IA da Apple deve focar em iPhone e pode ser lançada em breve, diz analista

Empresa californiana já comprou 21 startups voltadas para inteligência artificial

Foto do author Bruna Arimathea
Por Bruna Arimathea

A Apple é uma das grandes empresas de tecnologia que ainda falou pouco sobre inteligência artificial (IA) — mesmo diante do estouro do ChatGPT, da OpenAI, e de anúncios de ferramentas no setor por suas rivais — mas o silêncio pode acabar em breve. De acordo com um levantamento do Pitchbook, site que reúne dados de startups, a empresa californiana está fazendo uma pequena coleção de companhias voltadas para IA em seu portfólio.

PUBLICIDADE

O site afirma que desde o começo de 2017, a Apple já comprou 21 startups de inteligência artificial, mais do que qualquer outra empresa de tecnologia, e tem aumentado o número de vagas na área, principalmente relacionada a aprendizado profundo de máquina, importante para o desenvolvimento de IAs generativas.

A Apple também estaria investindo em programas de IA voltados para celulares, informou o jornal Financial Times. Segundo especialistas, o foco para esses produtos estaria, agora, na resolução de problemas para que esses softwares possam funcionar nos smartphones.

Empresa ainda não lançou nenhum grande produto com IA no mercado Foto: Yonhap/EFE

“Eles estão se preparando para fazer algumas fusões e aquisições significativas”, disse Daniel Ives, da consultoria Wedbush Securities, ao Financial Times. “Eu ficaria chocado se eles não fizessem um negócio considerável este ano, porque há uma corrida armamentista de IA em andamento, e a Apple não vai ficar de fora”.

Por enquanto, a Apple tem se mantido em mistério sobre o que está desenvolvendo ou quando uma IA própria deverá chegar ao mercado. No ano passado, o presidente da empresa, Tim Cook, disse apenas que tem olhado para o assunto e que a Apple está investindo em criar uma tecnologia sustentável em relação à IA.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.