PUBLICIDADE

Instagram altera algoritmo e vai priorizar conteúdos originais de criadores

Influenciadores terão mais visibilidade no feed em relação a criadores que repostam conteúdo

Por Redação Link
Atualização:
Mudanças anunciadas hoje também alteram funcionamento das etiquetas de marcação (as tags) nas postagens Foto: Thomas White/Reuters

Nesta quarta-feira, 20, o Instagram anunciou novos recursos na plataforma que, segundo a empresa, buscam dar maior visibilidade para criadores que produzem conteúdo original e exclusivo na plataforma. Em outras palavras, o algoritmo da empresa deve dar mais relevância a posts que não são republicações de outros usuários. As novidades foram apresentadas pelo diretor do Instagram, Adam Mosseri. 

PUBLICIDADE

Além das mudanças no algoritmo, outras duas novidades também foram anunciadas na quarta. A primeira delas é a possibilidade de marcar produtos nos posts, função que estava liberada apenas para alguns usuários e agora se torna universal.

A outra mudança é uma nova ferramenta para gerenciar posts em que o usuário foi marcado. A partir de agora, será possível criar uma categoria dentro do seu próprio perfil para exibir posts em que você foi marcado. A função é voltada para perfis de marcas ou fotógrafos, por exemplo, que terão mais uma maneira de divulgar seus trabalhos. 

Conteúdo original 

No anúncio das novidades, o diretor do Instagram, Adam Mosseri, destacou o quão importante são os criadores de conteúdo original para a rede e que as mudanças buscam dar mais crédito e visibilidade para esses perfis. 

“Criadores de conteúdo e influenciadores são incrivelmente importantes para o futuro do Instagram e nós queremos ter certeza de que eles estão tendo sucesso na plataforma e alcançando todo o crédito que merecem”, afirmou Mosseri. “Se uma pessoa posta algo que ela mesma criou, é necessário dar mais crédito a essa pessoa em relação a quem está apenas recompartilhando conteúdo”, acrescentou o diretor do Instagram.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.