PUBLICIDADE

Nubank anuncia cartão de débito e saques em caixas eletrônicos

Funcionalidade estará disponível inicialmente para 10 mil clientes; saques vão custar R$ 6,50 cada

Foto do author Bruno Romani
Por Bruno Romani
Atualização:
David Vélez e Cristina Junqueira são os fundadores do Nubank Foto: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

A fintech brasileira Nubank deu mais um passo rumo a tornar-se um banco tradicional e anunciou que agora tem cartão de débito e saque em caixas eletrônicos. O serviço será disponbilizado inicialmente para 10 mil clientes da empresa e deve ser extendido a toda base de clientes da NuConta  ainda no primeiro semestre de 2019. A bandeira do cartão, assim como no crédito, será a Mastercard.

PUBLICIDADE

Quinto maior emissor de cartões de crédito do país, a Nubank espera agigantar sua base de clientes. Segundo David Véles, cofundador da companhia, a Nubank recusou 20 milhões de pedidos do cartão de crédito da empresa por dificuldades de comprovar renda desses clientes. Com o cartão de débito, a companhia espera poder atrair aqueles que não obtiveram aprovação de crédito. Atualmente, a NuConta, o serviço de "quase" conta corrente da empresa, tem 2,5 milhões de clientes - a startup não revela quantas dessas contas estão ativas ou não, embora afirme que o número de ativações seja alto. 

Em relação aos saques, eles poderão ser feitos em qualquer máquina da Rede 24 Horas ao custo de R$ 6,50 cada. De acordo com a companhia, esse valor corresponde ao que é cobrado da empresa pelo convênio da Mastercard que permitirá os saques da Nubank nos caixas eletrônicos. A startup diz que preferiu repassar o custo a criar uma taxa para os seus clientes.  

"Nunca seremos supercompetitivos no mundo offline, do saque. Mas o dinheiro (físico) vai acabar", disse Cristiana Junqueira, cofundadora da empresa. 

Com os anúncios, a companhia atendeu um antigo desejo de seus clientes. Os mais atentos já haviam notado que no cartão lançado pela fintech, em outubro último, havia funcionalidade "débito Nubank" - embora não estivesse ativa. Os donos desses novos cartões serão os primeiros a receberem a funcionalidade. Eventualmente, todos passarão pela transição. 

Simplicidade. A Nubank afirma que espera atrair "dezenas de milhões" de clientes com as novas funcionalidades. O foco da companhia serão clientes com "necessidades simples", como cartão de débito e saque. Assim, ela espera tomar clientes de bancos tradicionais. 

Apenas após a entrada de novos clientes, a companhia diz que testará recursos voltados a investimentos - o que pode ocorrer já no ano que vem.   

Publicidade

A Nubank já teve sete aportes desde que foi criada, em 2013, incluindo US$ 180 milhões da gigante chinesa Tencent. A companhia passou a ser avaliada em US$ 4 bilhões e se tornou a maior fintech da América Latina.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.