PUBLICIDADE

Rede de hotéis Hilton vai desenvolver acomodações de estação espacial

Gigante vai trabalhar em parceria com a Voyager Space Holdings, que desenvolve o a estação Starlab

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Além de uma experiência ímpar, viajar ao espaço poderá ser também uma passeio de luxo. A rede americana de hotéis Hilton vai ser responsável por desenvolver as acomodações da Starlab, uma estação espacial privada que está em construção pela Voyager Space Holdings. A companhia, que possui mais de 570 hotéis espalhados pelo mundo, quer equipar a “nave” com seus famosos quartos e mira o mercado de hotelaria espacial.

A parceria foi divulgada pelo canal americano CNBC, que conversou com a Voyager Space Holdings nesta segunda-feira, 19. Ao veículo, a empresa, que desenvolve a estação Starlab com Lockheed Martin, afirmou que o movimento é um esforço para descobrir novos nichos relacionados à experiência espacial — de olho na oferta do turismo no setor — e de marketing.

Concepção artística da estação espacial Starlab, desenvolvida pela Voyager Space Holdings; rede Hilton vai criar as acomodações  Foto: Nanoracks/Divulgação

PUBLICIDADE

“Durante décadas, as descobertas no espaço têm impactado positivamente a vida na Terra, e agora o Hilton terá a oportunidade de usar esse ambiente único para melhorar a experiência dos hóspedes onde quer que as pessoas viajem”, disse o presidente da rede de hotéis, Christopher Nassetta, em comunicado.

Para o plano virar realidade, porém, ainda será necessário aguardar mais alguns anos: a previsão é de que a estação fique pronta apenas em 2027, mas existe previsão para que um módulo seja concluído até o ano que vem — a ideia é que vários módulos possam se acoplar para aproveitar a área da estação.

A Starlab é uma das quatro estações espaciais privadas que devem ser construídas nos próximos anos, em um momento no qual viagens orbitais e suborbitais ganham força no setor de turismo. Além disso, parcerias com a NASA estão sendo feitas para substituir a atual Estação Espacial Internacional em 2030, quando será desativada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.