PUBLICIDADE

Snapchat chega a 249 milhões de usuários e ações disparam

A Snap reduziu o prejuízo para US$ 200 milhões no terceiro trimestre, uma queda de aproximadamente 12% em relação aos US$ 227 milhões registrados no ano passado

Por Redação Link
Atualização:
Os bons resultados da Snap coincidem com o período do boicote de anúncios do Facebook Foto: Thomas White/Reuters

A Snap, dona do aplicativo de mensagens efêmeras Snapchat, registrou resultados positivos no terceiro trimestre deste ano. Segundo o relatório divulgado pela empresa nesta terça-feira, 20, o app atingiu o número de 249 milhões de usuários ativos diariamente no período, quase 4% acima dos 238 milhões que a empresa registrou em julho. Além disso, a Snap também reduziu o prejuízo para US$ 200 milhões, uma queda de aproximadamente 12% em relação aos US$ 227 milhões registrados no ano passado. As ações da companhia operavam em alta de cerca de 30% nesta quarta-feira às 11h30 (horário de Brasília). 

PUBLICIDADE

O aumento no número de usuários representa um crescimento de 19% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Quanto à receita, a Snap registrou US$ 679 milhões, bem acima das estimativas do mercado, que eram de US$ 555,9 milhões. 

Os bons resultados da Snap coincidem com o período da campanha "Stop Hate for Profit", o boicote de anúncios do Facebook, em que mais de mil anunciantes pararam de usar a rede social durante o mês de julho, com o objetivo de pressionar a rede social para uma mudança na política de remoção de conteúdos odiosos e ofensivos. 

Em comunicado, a Snap disse que usou o terceiro trimestre como uma oportunidade para se envolver com marcas que buscavam “alinhar seus esforços de marketing com plataformas que compartilham seus valores corporativos”.

A companhia espera chegar a 257 milhões de usuários ativos diariamente no quarto trimestre deste ano. “A adoção da realidade aumentada está acontecendo mais rápido do que prevíamos anteriormente e estamos trabalhando juntos como uma equipe para executar as muitas oportunidades à nossa frente”, disse o presidente executivo da Snap, Evan Spiegel, em comunicado nesta terça. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.