PUBLICIDADE

TikTok investirá mais de US$ 1,5 bilhão para impulsionar e-commerce na Indonésia

País do Sudeste Asiático é um dos maiores mercados de e-commerce da empresa de vídeos chinesa

Por Laís Adriana*

A ByteDance, controladora do TikTok, e a GoTo, controladora da Tokopedia, anunciaram nesta segunda-feira, 11, um acordo para impulsionar operações de varejo na Indonésia, um dos maiores mercados de e-commerce da empresa de vídeos chinesa.

Em nota, a GoTo detalhou o acordo e informou que o TikTok se comprometeu a investir mais de US$ 1,5 bilhão para unir ambas as plataformas em uma “entidade ampliada” ao longo do tempo, sem diluir sua contraparte indonésia. A transação deverá ser concluída no primeiro trimestre de 2024 e o Goldman Sachs atua como consultor financeiro do acordo.

ByteDance e GoTo anunciaram acordo para impulsionar operações de varejo na Indonésia, unindo as duas plataformas.  Foto: Dado Ruvic/Reuters

O comunicado diz que os negócios de ambas as empresas serão combinados na Indonésia por meio da plataforma Tokopedia, na qual o TikTok terá uma parte controladora. Recursos de compras interligando as plataformas serão exibidos no aplicativo do TikTok e operados pela entidade ampliada. A primeira campanha para testar o potencial conjunto das plataformas seria nesta terça-feira, 12 de dezembro.

PUBLICIDADE

De acordo com o Wall Street Journal, documentos protocolados pela GoTo apontam que o TikTok controlaria cerca de 75% da entidade ampliada. Os registros ainda mostram que a Tokopedia comprará ativos e direitos do negócio de compras da TikTok na Indonésia por US$ 340 milhões, enquanto a TikTok pagará US$ 840 milhões para subscrever novas ações por sua participação na Tokopedia. Além disso, a Tokopedia receberá uma nota promissória da TikTok no valor de US$ 1 bilhão para futuras necessidades de capital de giro.

A transação integra parte dos esforços do TikTok de expandir sua presença no e-commerce global. Anteriormente, o WSJ reportou que a empresa chinesa pretende aumentar a quantidade total de produtos vendidos em sua plataforma global, ou valor bruto da mercadoria, para US$ 20 bilhões este ano, em comparação com menos de US$ 5 bilhões em 2022. / *COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.