PUBLICIDADE

Aceleradora Plug and Play realiza evento em SP para se aproximar do Brasil

A ideia da aceleradora, que investe em startups e ajuda na transformação digital de empresas, é discutir as oportunidades e os desafios do ecossistema de inovação brasileiro; no futuro, há a meta de abrir um escritório em São Paulo

Por Giovanna Wolf
Atualização:

A aceleradora Plug and Play, uma das maiores do Vale do Silício, promove no dia 10 de abril, em São Paulo, o evento Plug and Play Brazil Roadshow. Trata-se de um encontro entre líderes de grandes empresas, empreendedores e investidores no Instituto de Ensino e Pesquisa Insper. A ideia da aceleradora, que investe em startups e ajuda na transformação digital de empresas, é discutir as oportunidades e os desafios do ecossistema de inovação brasileiro.

A aceleradora Plug and Play éuma das maiores do Vale do Silício Foto: Giovanna Wolf/Estadão

PUBLICIDADE

O foco do evento será em fintechs e inovações no setor de alimentação e agricultura. Na ocasião, a Plug and Play mostrará como funciona seu trabalho de aceleração com startups e grandes empresas. Além disso, algumas startups falarão sobre suas soluções para os setores em questão. 

Com o evento, a Plug and Play pretende estreitar os laços com o Brasil. Apesar de ter escritórios em 28 cidades ao redor do mundo, o País ainda não está no mapa – pelo menos por enquanto. Andrea Sanchez, executiva da Plug and Play que está coordenando a visita ao Brasil, disse em entrevista ao Estado que o evento é um primeiro passo para entender o interesse das corporações brasileiras em inovação aberta.

“Percebemos muito potencial no Brasil e queremos expandir nosso ecossistema. Nosso principal objetivo é abrir um escritório em São Paulo”. O evento é visto como um momento importante para estabelecer parcerias.

Apesar de ainda não ter um escritório no Brasil, a Plug and Play já atua por aqui. A aceleradora já investiu em 36 startups brasileiras, em parceria com empresas locais. Além disso, a aceleradora tem parcerias com grandes corporações como o Hospital Einstein, o Banco do Brasil e a bandeira ELO. 

*É estagiária, sob supervisão do editor Bruno Capelas

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.