Acesso de ajuda para Coreia do Norte está mais fácil--ONU

O acesso à Coreia do Norte melhorou durante as recentes inundações, afirmaram agências da Organização das Nações Unidas (ONU) na sexta-feira, sugerindo que o país está buscando atenuar seu tradicional isolamento, pelo menos temporariamente.

Reuters

03 de agosto de 2012 | 10h41

"Tem havido um afrouxamento e mais acesso ao país e uma atmosfera um pouco mais relaxada", afirmou o porta-voz do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Patrick McCormick, em uma coletiva de imprensa da ONU em Genebra.

Chuvas torrenciais e um tufão na Coreia do Norte mataram até agora 119 pessoas e deixaram mais de 84.000 desabrigadas, afirmou a agência de notícias oficial nesta semana. Uma equipe da ONU chegou ao país na terça-feira para desenvolver um plano de ajuda.

"Mesmo antes das inundações, a questão do acesso à Coreia do Norte foi aliviada para as operações da Unicef", disse McCormick.

O porta-voz do Escritório para Coordenação de Assuntos Humanitários, Jens Laerke, disse que a Coreia do Norte havia dado o passo inicial ao pedir o apoio das Nações Unidas.

"Houve um pedido à ONU para organizar uma missão conjunta", afirmou a repórteres.

Estas crises deram oportunidades no passado para a nação isolada aproximar-se do mundo apesar de, tipicamente, não ter durado.

Potências mundiais têm observado de perto para ver se o novo líder Kim Jong-un, que chegou ao poder após a morte de seu pai em dezembro, irá quebrar com a política de seus antecessores.

(Reportagem de Emma Farge e Tom Miles)

Mais conteúdo sobre:
COREIANACESSORELAXAMENTOONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.