Autoridades deixam o Theatro após encontro com o papa

Autoridades, membros da sociedade civil organizada e empresários deixaram por volta das 13 horas o Theatro Municipal do Rio após um encontro com o papa Francisco na manhã deste sábado.

MARIANA DURÃO, Agência Estado

27 de julho de 2013 | 13h13

O presidente da mineradora Vale, Murilo Ferreira, veio com a família. O executivo se mostrou impressionado com o discurso do jovem que falou da superação da dependência química e contou que ontem esteve com o papa no Palácio São Joaquim. "Ele abençoou minha medalha milagrosa. Me sinto honrado. O papa é um exemplo de simplicidade", disse Ferreira.

Representante do candomblé e da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, o babalaô Ivanir dos Santos foi convidado pela Arquidiocese do Rio a participar da festa. "Isso mostra uma postura muito diferente do papa e do Vaticano", disse, ao sair do Municipal.

Santos pediu ao papa que a igreja se engaje na luta contra a intolerância religiosa, o genocídio da juventude negra e a perseguição religiosa às crianças da umbanda e do candomblé nas escolas. "O papa foi receptivo e falou da importância do estado laico", relatou.

Mais conteúdo sobre:
JMJautoridadesencontro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.