Bolões de lotéricas são irregulares, diz Caixa

A Caixa Econômica Federal (CEF) esclareceu por meio de nota divulgada nesta tarde que as casas lotéricas de todo o País não podem realizar bolões de aposta. De acordo com a Caixa, os bolões não estão previstos na Norma Geral dos Concursos de Prognósticos emitida pelo Ministério da Fazenda e nas circulares emitidas pela CEF. "O comprovante emitido pelo terminal de apostas é o único documento que habilita o recebimento de prêmios", diz a nota.

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

23 Fevereiro 2010 | 16h50

Apostadores de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, que teriam participado de um bolão e acertado os números sorteados no concurso 1.155 da Mega Sena, deixaram de receber o prêmio porque o jogo não foi lançado no sistema de controle da CEF. O prêmio estava acumulado em R$ 52 milhões.

Cinco pessoas já foram ouvidas nesta manhã pelo delegado Clóvis da Silva, da 2ª Delegacia de Polícia de Novo Hamburgo. Pelo menos mais 11 pessoas reivindicam o prêmio. Representantes da CEF e o proprietário da casa lotérica que vendeu os bilhetes também irão depor.

Devido a confusão, a licença de funcionamento da lotérica está suspensa até o fim da apuração do caso. O estabelecimento não pode prestar serviços bancários, recolher apostas ou vender bilhetes de jogos oficiais enquanto não apresentar sua defesa.

Caso seja confirmado a existência de irregularidade, a lotérica receberá a penalidade prevista nas normas internas, que podem ser de uma advertência até a revogação compulsória da permissão.

Mais conteúdo sobre:
Mega SenabolãoCaixaprêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.