Comissão tem prazo para definir norma sobre anencéfalo

O Conselho Federal de Medicina criou na manhã desta sexta-feira uma comissão especial para definir critérios de diagnóstico da anencefalia. O grupo, formado por médicos de várias especialidades, deverá estabelecer em um prazo até 60 dias as normas orientando profissionais a fazer a avaliação. "Isso não significa que, neste período, as avaliações estarão suspensas. Até a conclusão do documento do grupo, médicos poderão fazer diagnóstico e comunicá-lo à paciente, como é hoje", disse o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Carlos Vidal.

LÍGIA FORMENTI, Agência Estado

13 Abril 2012 | 15h43

O protocolo, de acordo com ele, será semelhante ao que foi feito para o diagnóstico de morte encefálica. "Quando a resolução for publicada, todos os médicos deverão segui-la". O Conselho Federal de Medicina também divulgou nesta sexta-feira uma nota sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal permitindo a interrupção da gravidez no caso de fetos anencéfalos. O documento classifica como "acertada" a decisão do STF e uma contribuição para o aperfeiçoamento das relações éticas na sociedade.

Mais conteúdo sobre:
saúdeanencefalia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.