Continuam os tremores de terra no interior do Ceará

Durante a madrugada, centenas de tremores assustaram moradores; terremotos ocorrem desde o início do ano

Solange Spigliatti, da Agência Estado,

29 Fevereiro 2008 | 11h46

Os moradores do interior do Ceará estão sendo orientados a conviver com os terremotos que atingiram a região da comunidade de Jordão, em Sobral, e no município de Alcântara, na região norte do Estado. Durante a madrugada desta sexta-feira, 29, centenas de tremores assustaram os moradores, com muito barulho.   Veja também: Terremotos no Ceará fazem famílias dormirem em barracas   Os terremotos, que começaram por volta das 2 horas, continuarão a ser sentidos pelos moradores, de acordo com a Defesa Civil. Ninguém ficou ferido, apenas algumas casas, que já haviam sofrido com tremores anteriores, ficaram rachadas.   Além do medo dos terremotos, os moradores ainda correm o risco de perder suas casas, com a especulação imobiliária. Segundo a Defesa Civil, a população está sendo alertada também a não vender os imóveis aos corretores que se aproveitam da ocasião.   Outra recomendação da Defesa civil é a de que os moradores improvisem um abrigo em frente da própria casa temporariamente.   De acordo com informações do chefe do Laboratório de Sismologia da Defesa Civil do Estado do Ceará, Francisco das Chagas Brandão Melo, os tremores continuavam a ser sentidos, durante a manhã. "Os terremotos são de pequena intensidade e com magnitude pequena, sem causar danos", explica. Até as 11 horas, nenhum tremor de escala maior havia sido registrado.   Segundo as autoridades do Estado, os tremores vêm acontecendo desde o dia 28 de janeiro. Há duas semanas, famílias de Sobral tiveram que dormir em barracas de lona cedidas dela Defesa Civil, após terem as paredes de suas casas rachadas depois de um tremor.  

Mais conteúdo sobre:
tremoresCearáSobral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.