Desembolsos do BNDES caem 5% em 2011 até abril, a R$33,9 bilhões

Os desembolsos do BNDES somaram 33,9 bilhões nos primeiros quatro meses deste ano, o que representa recuo de 5 por cento na comparação com igual período de 2010, informou o banco de fomento nesta terça-feira.

REUTERS

21 Junho 2011 | 14h39

Segundo a instituição, o setor de infraestrutura respondeu por 40 por cento das liberações no período, seguido pela indústria (31 por cento), comércio e serviços (20 por cento) e agropecuária (9 por cento).

No período de 12 meses encerrado em abril, os desembolsos do BNDES somaram 141,8 bilhões de reais, montante 3 por cento inferior ao de 12 meses antes. O valor desconsidera a operação de capitalização da Petrobras.

Segundo o banco, a queda no ritmo dos desembolsos está em linha com as expectativas. A estimativa da entidade para este ano é de um nível similar ao de 2010, da ordem de 145 bilhões de reais, também sem considerar a operação da Petrobras, de 24,7 bilhões de reais.

As micro, pequenas e médias empresas receberam 15,1 bilhões de reais em financiamentos, ou 45 por cento do total dos empréstimos no quadrimestre.

Por setores, as aprovações foram maiores no segmento têxtil e de vestuário, celulose e papel, energia elétrica e transporte ferroviário.

No acumulado de 12 meses, até abril, as aprovações aumentaram 11 por cento (203 bilhões de reais) e as consultas por novos financiamentos cresceram 23 por cento (250 bilhões de reais).

De janeiro a abril, as consultas por empréstimos atingiram 52,9 bilhões de reais, com queda de 10 por cento na comparação com o primeiro quadrimestre de 2010.

(Reportagem de Aluísio Alves)

Mais conteúdo sobre:
BANCOS BNDES DESEMBOLSOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.