Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Dilma pressiona Paim a votar com governo mínimo de R$ 545

Os esforços do governo para aprovar o projeto de valorização do salário mínimo incluíram nesta quarta-feira reunião com o senador Paulo Paim (PT-RS), um dos integrantes da base que planejava apresentar uma emenda com valor superior ao proposto pelo Executivo para o mínimo.

REUTERS

23 de fevereiro de 2011 | 14h08

De acordo com uma fonte do Planalto, que não quis se identificar, o senador teve uma audiência nesta manhã com a presidente Dilma Rousseff e o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência.

O governo estabeleceu em 545 reais o mínimo para este ano. Paim havia anunciado, na semana passada, que apresentaria uma proposta de 560 reais para 2011, com uma antecipação de 15 reais do ano que vem. A oposição defendeu na Câmara, e deve propor no Senado, um valor mais alto também. PSDB apresentou emenda para 600 reais e DEM, 560 reais.

No fim da reunião com Dilma, o senador teve uma conversa só com a presidente. Durante o encontro, Paim afirmou que vai se posicionar a favor do projeto do governo, que deve ser votado nesta quarta-feira no Senado, segundo o assessor do Planalto.

Na terça à noite, o senador havia adiantado que teria uma reunião com um membro do governo e que essa reunião iria definir o seu voto no projeto. Procurado pela Reuters, não atendeu às ligações.

Paim queria um compromisso do governo para levar adiante a discussão sobre uma política de reajuste para aposentados que recebem acima de um salário mínimo, sobre mudanças no cálculo do fator previdenciário, e sobre a correção da tabela do Imposto de Renda de pessoa física.

Segundo a assessoria da Secretaria-Geral, a presidente quer uma aproximação com o senador Paim, para discutir "agendas futuras".

Na véspera da votação no Senado, Dilma afirmou que queria rapidez na aprovação

(Por Maria Carolina Marcello e Jeferson Ribeiro)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAPAIMMINIMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.