Entidade classifica decisão do STF de vanguardista

A decisão dos oito ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) a favor dos atos da legalização da maconha como a Marcha da Maconha foi considerada hoje vanguardista pela Associação dos Juízes Federais (Ajufe). Em nota, o presidente da entidade Gabriel Wedy destacou que as manifestações não são apologia ao crime, e sim um exercício da liberdade de expressão.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

16 Junho 2011 | 17h05

"A Corte não se manifestou favorável a liberação das drogas no Brasil, e sim à observância da garantia constitucional das liberdades de pensamento, expressão e de reunião de setor da sociedade que quer aprofundar o debate sobre a legalização da maconha para determinadas finalidades", expressou Wedy, em nota. O debate é saudável em um país democrático, disse o juiz. O "movimento em favor da legalização da maconha e o debate em torno dele não pode ser coibido em um país democrático", acrescentou.

Mais conteúdo sobre:
STF marcha maconha decisão Ajufe

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.