Fuzileiros já estão preparados para a Jornada

Cerca de 150 militares de equipes de operações especiais da Marinha participaram nesta sexta-feira de treinamento para apoio à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no complexo naval da Ilha do Governador, na zona norte do Rio, e no navio-patrulha Macaé, fundeado na Baía de Guanabara. Em um exercício, simulou-se até um atentado químico. De acordo com o plano de segurança, fuzileiros navais vão atuar em pontos estratégicos e farão ações de segurança no Campus Fidei, em Guaratiba, zona oeste do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.