Incêndio mata 4 no sul da Itália e isola turistas nas praias

Esse tipo de incêndio é comum no verão, e, por causa da atual onda de calor, o fogo se espalha mais rápido

REUTERS

24 Julho 2007 | 15h21

Quatro pessoas morreram nesta terça-feira, 24, e milhares de turistas ficaram ilhados em praias por causa de um forte incêndio que atingia a região de Puglia, na Itália, disseram autoridades locais.   Veja também:  Onda de calor e incêndios deixam sudeste da Europa em alerta   Serviços de emergência usaram barcos e helicópteros para resgatar cerca de 4.000 turistas e moradores, segundo informações da imprensa.   Muitos tinham corrido para as praias, deixando tudo para trás, para escapar do fogo. O incêndio se espalhou rápido, ameaçando hotéis e condomínios de férias, afirmou a polícia portuária. Elena Gentile, responsável pelo bem-estar social na assembléia regional, disse que duas pessoas foram encontradas carbonizadas dentro de um carro e duas morreram de asfixia numa praia perto do vilarejo de Peschici. Ali, o fogo chegou perto das casas, obrigando a desocupação de um hotel, vários campings e complexos turísticos. Esse tipo de incêndio é comum no verão italiano, e, por causa da atual onda de calor, o fogo se espalha ainda mais rápido.   Às vezes o incêndio começa por acidente, mas há casos em que pessoas tocam fogo em florestas protegidas para poder construir no local. Guido Bertolaso, chefe da Defesa Civil, disse que é muito provável que a série de incêndios tenha sido intencional.

Mais conteúdo sobre:
clima itália aquecimento global verão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.