Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Nomes importantes do PSDB não estão na chapa única a ser eleita em convenção

Única a concorrer na convenção nacional do PSDB, a chapa Unidade tem 236 integrantes, mas o que mais chama a atenção são as ausências de nomes importantes do partido.

Anne Warth e Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

09 Dezembro 2017 | 11h37

Estão fora da chapa os senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE), vice-presidente do partido, e Aécio Neves (PMDB-MG), presidente licenciado do PSDB. Também estão fora o atual presidente interino do PSDB, Alberto Goldman, a ministra dos Direitos Humanos do governo, Luislinda Valois, e o senador José Serra (PSDB-SP).

Já se esperava que a chapa iria unir os dois grupos que disputavam o comando do partido, um liderado por Tasso, anti-governista, e outro governista, liderado por Aécio. Nenhum deles, porém, integra a chapa Unidade.

Entre os integrantes da chapa estão o ex-ministro da Secretaria de Governo Antonio Imbassahy, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, e o governador de Goiás, Marconi Perillo, que abriu mão de concorrer à presidência do partido, assim como Tasso Jereissati. Perillo deve ser ficar com a primeira vice-presidência do PSDB.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, faz parte da chapa Unidade e deve ser o candidato do partido à Presidência da República em 2018. Também participa o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, único a cobrar a realização de prévias para a escolha do candidato, pois pleiteia concorrer ao cargo, e o prefeito de São Paulo, João Doria.

A composição do diretório é importante porque são esses membros que vão eleger a Executiva Nacional no partido, órgão que administra o partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.