Novos chefes das polícias de SP são anunciados

Os novos chefes das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo foram anunciados na manhã desta segunda-feira pela Secretaria de Segurança Pública, quatro dias depois de o ex-procurador-geral de Justiça Fernando Grella assumir a pasta. O Comando Geral ficará com o coronel Benedito Roberto Meira, atual chefe da Casa Militar do governo paulista, e o cargo de delegado geral da Polícia Civil será ocupado por Luiz Maurício Souza Blazeck, conforme antecipado pelo jornal O Estado de S. Paulo. A Superintendência de Polícia técnico-científica continua com o perito criminal Celso Perioli, na função desde 1998.

FELIPE TAU, Agência Estado

26 de novembro de 2012 | 10h57

Os nomes dos dois novos responsáveis pelas polícias serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) na quarta-feira (27). Eles substituem o coronel Roberval Ferreira França, ex-comandante da PM, e o delegado Marcos Carneiro Lima, ex-delegado geral.

A troca na cúpula da segurança pública se dá em meio a um onda de violência no Estado, com alta no assassinato de PMs e na execuções de civis. A capital paulista registrou elevação de 114,6% nos homicídios em outubro, na comparação com o mesmo mês de 2011. Foram 82 casos no mês em 2011, contra 176 no mesmo período em 2012. Ao menos 94 policias militares morreram no Estado até o domingo (25), parte deles alvos de ações do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Benedito Roberto Meira, novo comandante da PM, tem 50 anos de idade e 31 de corporação. Paulistano, é coronel desde 2010 e tem formação em Direito. Já atuou em diversas unidades da Polícia Militar, algumas na região de Bauru, no interior do Estado, onde foi coordenador operacional do 2º Batalhão de Polícia Rodoviária e comandante do 4º Batalhão de Policiamento do Interior. Na capital, foi comandante do Policiamento de Área Metropolitano Quatro (responsável pela zona leste). Assumiu o atual cargo de secretário-chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Defesa Civil em 6 de abril de 2012.

Luiz Maurício Blazeck é formado em Direito pela Faculdade de Direito de Sorocaba, também no interior do Estado, e pós-graduado em Gestão de Segurança Pública. O novo delegado geral tem 49 anos de idade e 26 de Polícia Civil. Natural de Sorocaba, começou a carreira como delegado no Guarujá, litoral de São Paulo, onde ficou até 1995. Entre 2002 e 2005, esteve à frente da Delegacia Seccional de Sorocaba.

Entre 2007 e 2008, atuou no Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), onde se tornou divisionário dos setores de Assistência Policial e Administração. Em 2009 passou a delegado divisionário no Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (DEIC) e assistente no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No mesmo ano, se tornou diretor do Departamento de Administração da Polícia Civil (DAP). Desde 2011, atuava como delegado divisionário na Academia de Polícia Civil.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaSPpolíciascomandoanúncio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.