Novos protestos são convocados para amanhã em SP

Segundo os organizadores, as manifestações estão em linha com os protestos que têm ocorrido nas regiões centrais da cidade

FELIPE CORDEIRO, Agência Estado

18 de junho de 2013 | 19h00

O Movimento Periferia Ativa e o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) anunciaram a realização de protestos para a manhã desta quarta-feira, 19, em três pontos da Região Metropolitana de São Paulo. As manifestações se concentrarão no Largo do Taboão, em Taboão da Serra, às 7h; no Largo do Piraporinha, na zona sul da capital, às 7h; e no Terminal Ferrazópolis, em São Bernardo do Campo, às 5h30.

Segundo os organizadores, as manifestações estão em linha com os protestos que têm ocorrido nas regiões centrais da cidade de São Paulo e em outras capitais brasileiras, lideradas, ainda de acordo com eles, pelo Movimento Passe Livre (MPL).

Representante do Movimento Periferia Ativa, o líder comunitário Gilson Garcia disse que o trajeto das manifestações será decidido somente no momento do ato.

Além da redução das passagens do transporte coletivo, o Movimento Periferia Ativa e o MTST reivindicam medidas de controle sobre o valor dos aluguéis e o fim da repressão aos movimentos populares. O Movimento Periferia Ativa é conhecido por bloquear vias importantes da periferia durante suas manifestações.

"Nós estamos bancando a Copa, mas ninguém nos perguntou se queríamos. Agora, lutamos por participar ativamente do debate não só sobre transporte público, mas também de questões como saúde e educação", afirmou a coordenadora estadual do MTST, Maria das Dores.

Na região do Largo do Piraporinha, a manifestação convocada para esta quarta-feira também pretende reivindicar a ampliação da Estrada do M''Boi Mirim. "O trânsito na região é um inferno. Queremos a duplicação da M''Boi Mirim para já", declarou Garcia.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosSPnovas manifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.