Presidente da Cielo não vê novos competidores

Cartões

, O Estadao de S.Paulo

12 Dezembro 2009 | 00h00

O diretor presidente da Cielo (ex-VisaNet), Rômulo de Mello Dias, descartou ontem a possibilidade de novos entrantes no mercado de cartões conseguirem um custo operacional menor que as duas credenciadoras já estabelecidas no mercado, a própria Cielo e a Redecard. "Acho pouco provável que outra empresa consiga custo menor que o nosso ou de nosso concorrente. É um negócio que precisa de escala", afirmou a analistas, em teleconferência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.